Arquivo por tag: NASA

A belíssima galáxia espiral NGC 7331 por Vicent Peris e Gilles Bergond

Apontada como uma das galáxias favoritas dos astrônomos, a grande e belíssima galáxia espiral NGC 7331 é uma das galáxias mais brilhantes que está ausente do famoso catálogo de Charles Messier, criado no século XVIII. A galáxia NGC 7331 fica a cerca de 50 milhões de anos-luz de distância da Terra, na constelação do hemisfério norte chamada Pegasus e é similar em tamanho a nossa galáxia, a Via-Láctea.

Órion, o Caçador, flagrado na festa da Floresta Negra

Órion, o Caçador, é uma das constelações mais facilmente reconhecidas no céu noturno. Por outro lado, as estrelas da constelação de Órion e suas nebulosas não aparecem tão coloridas aos olhos de quem as observa como foram capturadas nessa excepcional imagem abaixo.

O telescópio Fermi resolve mistério e descobre uma nova classe de pulsares

Mistério: onde está o pulsar? Como é que a nebulosa remanescente de supernova CTA 1 foi gerada? Onde está a estrela de nêutrons que restou da supernova que criou essa nebulosa em expansão?

Continue lendo

Cassini dá um rasante em Enceladus e manda novas fotos da misteriosa lua gelada de Saturno

Cassini dá um rasante em Enceladus e manda novas fotos da misteriosa lua gelada de Saturno

Como descobrir as impurezas que contaminam as colunas de gelo ejetadas pelos criovulcões de Enceladus?

O que criou as estranhas formações que lembram listras de tigre na lua de Saturno Enceladus?

Vamos ouvir os sons de Marte?

O que você ouviria se estivesse em Marte? Um leve chiado do vento? Quais o são ruídos de Marte? A sonda Phoenix Mars Lander estará em breve tentando descobrir os sons originais que o planeta vermelho tem a nos oferecer.

Índia planeja lançar missão de exploração da Lua em 22 de outubro de 2008

A Índia está se preparando para lançar a sua primeira missão não tripulada à Lua no dia 22 de Outubro de 2008 – a sonda Chandrayaan-1 – que irá inspecionar por dois anos a superfície do nosso satélite com um conjunto de equipamentos de alta resolução.

Mercúrio revelado pela sonda Messenger

O planeta Mercúrio é conhecido pela humanidade desde que a história tem sido registrada. Por outro lado, partes do planeta mais interno do Sistema Solar nunca haviam sido vistos até agora.

A Terra Vista do Espaço à Noite

Como é a Terra vista do espaço à noite? Você consegue localizar na foto seu país ou cidade favorita? As luzes noturnas das cidades permitem que você os localize com relativa facilidade. As luzes destacam certas áreas mais desenvolvidas ou densamente povoadas da superfície terrestre como o leste dos Estados Unidos, a Europa ocidental e o Japão. As áreas escuras incluem as regiões centrais da América do Sul , África, Ásia, e Austrália.

Mundos em Colisão – indícios de que sistemas planetários podem se formar em volta de estrelas binárias

O sistema de estrelas binárias BD+20 307 destaca-se excepcionalmente dos demais por ser extremamente ‘sujo’. Uma quantidade enorme de poeira quente ao redor desse par de estrelas bem próximas entre si faz com esse sistema apareça extraordinariamente brilhante aos olhos dos telescópios infravermelhos. Esse tipo de ‘sujeira’ é considerado comum em estrelas bem jovens, ou seja, estrelas com idade de apenas poucos milhões de anos. O problema é que o sistema BD+20 307 tem sua idade calculada em bilhões de anos, ou seja, é um sistema com alto grau de amadurecimento.

O Sol está muito calmo ultimamente. O que está acontecendo com o Sol?

O Sol tem mostrado poucas regiões ativas com uma menor quantidade de manchas solares associadas há quase um ano. Tal período de relativa calma não é usual. Sabemos com certeza que o Sol passa por um período de transição entre os ciclos solares chamado de Mínimo Solar. Historicamente, nesse período, a atividade solar tem sido reduzida. A firme ausência de tumulto na superfície solar tem sido considerada como uma situação excepcional até para o período atual de atividade mínima solar. Uma atividade tão baixa assim não ocorre há várias décadas. Alguns dias atrás, entretanto, uma região ativa “deu um alô” ( com atividades e manchas solares ) e prossegue na sua rotação através da superfície do Sol.

Carregar mais

error: Esse blog é protegido!