Arquivo por tag: berçário estelar

out 22

Roberto Colombari e Robert Gendler apresentam a fábrica de estrelas Messier 17

O que está acontecendo no centro desta nebulosa? Esculpida pela radiação e pelos ventos estelares, esta fábrica de estrelas, conhecida como Messier 17 (NGC 6618) reside a 5.500 anos-luz na direção da constelação rica em nebulosas de Sagitário (Sagittarius). A imagem acima, uma precisa composição montada por Roberto Colombari usando dados do ESO, destaca detalhes tênues dessa região …

Continue lendo »

set 26

Messier 17: Uma rosa cósmica com muitos nomes

Esta nova imagem da região rosada de formação estelar Messier 17 foi obtida pelo instrumento Wide Field Imager montado no telescópio MPG/ESO de 2,2 metros no Observatório de La Silla no Chile. Trata-se de uma das imagens mais nítidas que mostra toda a nebulosa, revelando não apenas seu tamanho integral, mas também muitos detalhes dessa …

Continue lendo »

set 10

NGC 4372 e a Nebulosa do Arabesco Escuro por Marco Lorenzi

http://apod.nasa.gov/apod/ap150910.html

A charmosa Nebulosa do Arabesco Escuro vagueia nos céus meridionais como um alvo tentador para o uso de binóculos na direção da constelação da Mosca (Musca). A nuvem cósmica empoeirada é vista contra ricos campos de estrelas ao sul da Nebulosa Saco de Carvão e do Cruzeiro do Sul. Estendendo-se por cerca de três grau através desta imagem, o …

Continue lendo »

set 03

Gum 56: reciclagem cósmica na Nebulosa do Camarão

Parte da nebulosa gigante Gum 56 domina esta imagem, iluminada por estrelas jovens quentes e brilhantes que nasceram no seu interior. Durante milhões de anos formaram-se estrelas a partir do gás desta nebulosa, material que é posteriormente devolvido à maternidade estelar quando as estrelas envelhecidas expelem a sua matéria lentamente para o espaço ou mais …

Continue lendo »

jul 10

Yuri Beletsky dá um close na bela região de formação estelar Messier 43

Frequentemente fotografado, mas raramente mencionado, Messier 43 é uma enorme região de formação estelar com todos os ‘direitos e atributos desta função cósmica’. M43 faz parte do complexo de formação de formação estelar de gás e poeira que inclui a mais famosa e maior nebulosa Messier 42, conhecida popularmente como a Grande Nebulosa de Órion.

Continue lendo »

abr 30

ESO: MUSE revela os Pilares da Criação em 3D

http://www.eso.org/public/images/eso1518b/

Novo estudo sugere que estas estruturas icônicas poderiam também ser chamadas de Pilares da Destruição Com o auxílio do instrumento MUSE montado no Very Large Telescope do ESO, astrônomos criaram a primeira imagem completa em três dimensões dos famosos Pilares da Criação na Nebulosa da Águia, ou Messier 16. As novas observações mostram como é …

Continue lendo »

abr 25

Imagem de 25 anos do Hubble mostra o magnífico aglomerado e berçário estelar Westerlund 2

http://hubblesite.org/newscenter/archive/releases/2015/12/image/b/

24 de abril de 1990 – Lançamento do Telescópio Espacial Hubble Residindo a 20.000 anos-luz na direção da constelação de Carina, o jovem aglomerado e região de formação estelar Westerlund 2 preenche este panorama cósmico. Esta imagem foi capturada através das câmeras de infravermelho próximo e luz visível do Observatório Espacial Hubble. Na verdade, essa estonteante …

Continue lendo »

abr 14

Nosso Sol nasceu tardiamente, muito tempo depois do frenesi de nascimento estelar da Via Láctea

http://imgsrc.hubblesite.org/hu/db/images/hs-2015-11-b-print.jpg

Através de um dos mais completos levantamentos de galáxias até agora conduzido com ajuda de vários observatórios, os astrônomos descobriram que galáxias como a nossa Via Láctea sofreram um surto de nascimentos (“baby boom”) estelares, produzindo estrelas a uma taxa prodigiosa, cerca de 30 vezes a velocidade corrente. Entretanto, nosso Sol teve um nascimento tardio. …

Continue lendo »

mar 28

NGC 2403 em Camelopardalis sob a lente de Martin Pugh

http://apod.nasa.gov/apod/image/1503/NGC2403-HaLRGBMP.jpg

O magnífico universo-ilha NGC 2403 reside nas fronteiras da constelação de pescoço alongado Camelopardalis. Situada a 10 milhões de anos-luz da Via Láctea, e com cerca de 50.000 anos-luz de diâmetro esta galáxia espiral nos mostra uma pletora de regiões de formação de estrelas gigantes do tipo HII, marcadas pelo brilho avermelhado do gás de hidrogênio atômico. A regiões …

Continue lendo »

maio 23

Aglomerados de poeira cósmica lançam sombras profundas no espaço e explicam a origem das massivas estrelas classe O

http://www.nasa.gov/sites/default/files/pia18010-full.jpg

Astrônomos descobriram aglomerados cósmicos tão escuros, densos e poeirentos que lançam as sombras mais profundas já registadas. Paradoxalmente, as observações no espectro infravermelho destas regiões pelo Telescópio Espacial Spitzer da NASA iluminam o entendimento de como as estrelas mais massivas e brilhantes nascem.

Continue lendo »

Posts mais antigos «

» Posts mais novos

error: Esse blog é protegido!