«

»

jan 28

N159 e a Nebulosa de Papillon na Grande Nuvem de Magalhães

https://apod.nasa.gov/apod/image/1701/potw1636aN159_HST_2048.jpg

N159 e a Nebulosa de Papillon na galáxia vizinha Grande Nuvem de Magalhães – créditos: NASA, ESA, Hubble Space Telescope

Com cerca de 150 anos luz de diâmetro, este turbilhão cósmico de gás e poeira não está tão longe de nós. Essa ‘pintura cósmica’ reside ao sul da Nebulosa da Tarântula dentro da nossa galáxia satélite Grande Nuvem de Magalhães a cerca de 180.000 anos luz de distância.

Estrelas massivas tem nascido dentro dessa complexa região de formação estelar.

Radiação energética e poderosos ventos estelares esculpem o gás e a poeira, fortalecendo o brilho desta região HII.

Essa nebulosa entrou no catálogo Henize de estrelas e nebulosas nas Nuvens de Magalhães como N159.

Uma nebulosa muito brilhante, compacta, em forma de borboleta acima e à esquerda do centro provavelmente contém estrelas massivas em um estágio inicial de formação.

Resolvida pela primeira vez em imagens do Hubble, essa bolha compacta de gás ionizado tornou-se conhecida popularmente como a Nebulosa de Papillon (N159-5).

Se você não encontrou a borboleta cósmica na imagem em destaque, veja no quadro abaixo onde ela se localiza dentro da nebulosa N159.

https://arxiv.org/pdf/astro-ph/9907149v1.pdf

A Nebulosa do Papillon N159-5 resolvida pelo Hubble aparece em destaque na inserção acima e à direita. Créditos: NASA/ESA/Hubble; M. Heydari-Malayeri et al.

Fontes

Hubble: Into the storm

APOD: N159 in the Large Magellanic Cloud – Créditos: NASAESAHubble Space Telescope

._._.

9907149v1 – The Papillon nebula – a compact HII blob in the LMC resolved by HST

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!