«

»

out 28

Arno Rottal revela a Nebulosa Roseta através dos filtros de Hidrogênio e Oxigênio

http://apod.nasa.gov/apod/image/1502/ngc2244_rottal_1280.jpg

NGC 2244 (Caldwell 49) – Crédito© da imagem: Arno Rottal (Far-Light-Photography)

A Nebulosa Roseta (Caldwell 49) não é a única nuvem cósmica de gás e poeira que evoca imagens de flores, no entanto, é a mais famosa de todas.

Caldwell 49 reside nas bordas de uma gigantesca nuvem molecular em Monoceros (Unicórnio), a cerca de 5.000 anos luz da Terra.

Na verdade, as pétalas desta rosa cósmica são compostas de berçários estelares cujo formato simétrico tem sido esculpido pelos ventos estelares e pela violenta radiação emanada a partir do aglomerado central de quentes estrelas jovens.

As jovens estrelas do energético aglomerado, designado por NGC 2244, têm ‘apenas’ alguns milhões de anos de idade, enquanto que a cavidade central da ‘Rosette Nebula’, catalogada como NGC 2237, tem cerca de 50 anos-luz de diâmetro.

Caldwell 49 pode ser visualizada com certa facilidade através de um pequeno telescópio na direção da constelação do Unicórnio (Monoceros).

Fonte

APOD: The Rosette Nebula in Hydrogen and Oxygen – Crédito© da imagem: Arno Rottal (Far-Light-Photography)

._._.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!