«

»

set 05

Pequena Nuvem de Magalhães, aglomerados estelares e o Cometa Siding Spring (C/2013 A1), a caminho de Marte, por Rolando Ligustri

Siding Spring

O cometa Siding Sprint cercado pela Pequena Nuvem de Magalhães e os aglomerados globulares estelares 47 Tucanae (à direita) e NGC 362 (acima e à esquerda). Crédito: Rolando Ligustri

Em 19 de outubro de 2014 um bom lugar para observar o Cometa Siding Spring será lá em Marte. Nesta ocasião, este visitante (C/2013 A1) no Sistema Solar interior, descoberto em janeiro de 2013 por Robert McNaught no Observatório australiano de Siding Spring irá dar um ‘rasante’ em Marte, passando a ‘apenas’ 132.000 km.

De fato, tal distância pode ser considerada próxima, pois equivale a cerca de 1/3 da distância em a Terra e a Lua.

Belas visões do cometa têm sido capturadas por observadores do hemisfério sul. Esta imagem telescópica foi capturada em 29 de Agosto de 2014, mostrando a coma e o arco de poeira da cauda, iluminando os céus meridionais.

Esta fabulosa visão de campo largo inclui a Pequena Nuvem de Magalhaes e os aglomerados globulares estelares 47 Tucanae (à direita) e NGC 362 (acima e à esquerda).

http://www.livecometdata.com/comets/c2013-a1-siding-spring/

Você está preocupado com as espaçonaves que orbitam Marte?

As partículas de poeira do cometa podem eventualmente representar um perigo para as sondas orbitais e os controladores de voo planejam posicionar os satélites marcianos no lado oposto do planeta vermelho, durante a passagem do cometa. Veja o vídeo abaixo com as explicações:

Fonte

APOD: Cloud, Clusters and Comet Siding Spring – Crédito ©: Rolando Ligustri (CARA ProjectCAST)

2 comentários

  1. Marcus matheus

    Há risco de choque???

    1. ROCA

      Não há esse risco. Vai passar a 132.000 km de Marte, 1/3 da distância entre a Terra e a Lua.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!