«

»

abr 03

Hubble mostra imagens do cometa que vai dar um rasante em Marte em 19 de outubro de 2014

As imagens mostram, antes e depois de processamento, o cometa C/2013 A1 (Siding Spring), capturadas pelo dispositivo WFC3 (Wide Field Camera 3) do Observatório Espacial Hubble. Créditos: NASA, ESA e J.-Y. Li (Instituto de Ciência Planetária)

As imagens mostram, antes e depois de processamento, o cometa C/2013 A1 (Siding Spring), capturadas pelo dispositivo WFC3 (Wide Field Camera 3) do Observatório Espacial Hubble. Créditos: NASA, ESA e J.-Y. Li (Instituto de Ciência Planetária)

A NASA publicou na quinta-feira passada uma imagem de um cometa que, no dia 19 de outubro de 2014, passará apenas a 135.000 km de Marte, menos de metade da distância entre a Terra e a nossa Lua.

A imagem da esquerda, capturada a 11 de março pelo Observatório Espacial Hubble, mostra o cometa C/2013 A1, também conhecido como Siding Spring, nome do observatório que o descobriu [1], a uma distância de 568 milhões de km da Terra. O Hubble não consegue ver o núcleo gelado de Siding Spring devido ao seu pequeno tamanho. O núcleo está rodeado por uma nuvem de poeira brilhante, a cabeleira, que possui mais de 19.000 km em diâmetro.

A imagem da direita mostra o cometa após terem sido aplicadas várias técnicas de processamento de imagem para remover o brilho nebuloso da cabeleira, revelando o que parecem ser dois jatos de poeira oriundos da localização do núcleo em direções opostas. Esta observação permitirá com que os astrônomos determinem a direção do polo do núcleo e o eixo de rotação.

O Hubble também observou o Siding Spring em 21 de janeiro de 2014, enquanto a Terra atravessava o seu plano orbital, o percurso que o cometa tem à medida que orbita o Sol. Este posicionamento dos dois corpos permitiu ao astrônomos determinarem a velocidade da poeira ejetada pelo seu núcleo.

Jian-Yang Li do Instituto de Ciência Planetária em Tucson, Arizona, EUA, destacou:

Esta é uma informação crítica para que possamos determinar se e a que nível os grãos de poeira na cabeleira do cometa vão impactar Marte e as sondas em órbita.

Cometa C/2013 A1 Siding Spring visto pelo NEOWISE em 16 de janeiro de 2014

Cometa C/2013 A1 Siding Spring visto pelo NEOWISE em 16 de janeiro de 2014

Descoberto em janeiro de 2013 por Robert H. McNaught no Observatório Siding Spring, o cometa está se dirigindo na direção do Sol ao longo de uma órbita com a duração aproximada de 1 milhão de anos. O cometa encontra-se agora dentro do raio orbital de Júpiter. O cometa alcançará o periélio (distância mais próxima do Sol) no dia 25 de outubro de 2014, a uma distância de cerca de 209 milhões de km, além da órbita da Terra (150 milhões de km do Sol). Não se espera que o cometa fique brilhante o suficiente para ser visto a olho nu por aqui, infelizmente.

Nota

[1] Atenção: não confundir com o cometa C/2007 Q3 “Siding Spring”, descoberto pelo mesmo observatório em 2007, sobre o qual falamos aqui: Missão WISE revela suas primeiras imagens de sua pesquisa de todo-o-céu

Fonte

NASA: NASA’s Hubble Space Telescope Spots Mars-Bound Comet Sprout Multiple Jets

._._.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!