«

»

dez 15

LHC: a procura pelo bóson de Higgs se estenderá por mais 1 ano, enquanto isso, os micro-buracos-negros se recusam a aparecer

A busca pela captura da ‘partícula do Big-Bang’, o bóson de Higgs,  provavelmente será estendida por mais 1 ano.

Dispositivo CMS (Compact Muon Solenoid): nada de micro-buracos-negros por aqui! Crédito: M. Brice/CERN

Oba! O fim-do-mundo não está próximo, apesar do estardalhaço na mídia sobre as conseqüências da entrada de operação em 2009 do Grande Colisor de Hádrons (LHC – Large Hadron Collider). Falando sério agora, os cientistas informaram em dezembro de 2010 que apesar das previsões de alguns físicos teóricos, os buracos negros microscópicos até agora não forma produzidos nos experimentos do LHC.

Os resultados, publicados no arXiv.org no artigo “Search for Microscopic Black Hole Signatures at the Large Hadron Collider”, coincidem com o anúncio sobre os novos planos que recomendam continuar a operação do LHC até o final de 2012, em vez de parar em 2011 para as mudanças e atualizações planejadas anteriormente – o upgrade do LHC. O maior colisor de hádrons do planeta, com 27 km, pertencente ao laboratório de física de partículas CERN, próximo a Genebra, Suíça, sofreu grandes atrasos e problemas terríveis antes de começar finalmente sua vida operacional no final de 2009. Agora, após estes percalços, contudo, os físicos alegam que o LHC está operando com desempenho bem acima das expectativas e estão muito satisfeitos.

Onde estão os micro-buracos-negros?

As previsões de que mini-buracos-negros (MBNs) se formariam nas energias colisão de alguns tera eléctron-volts (TeV) foram baseadas em teorias que consideram os efeitos gravitacionais das dimensões extras do espaço. Embora os físicos tenham previsto e anunciado largamente que os mini buracos negros evaporam rapidamente, alguns pessimistas insistiam em disseer que os MBNs poderiam durar o tempo suficiente para consumir nosso planeta. Contudo, apesar das previsões, os cientistas do detector Compact Muon Solenoid (CMS) agora disseram não ter encontrado nenhuma assinatura da presença de mini-buracos negros em experimentos realizados nas energias de 3,5 a 4,5 TeV. O físico Guido Tonelli, porta-voz do LHC, responsável pela comunicação sobre os resultados do detector CMS, afirma que até o final dos próximos experimentos, o LHC possivelmente será capaz de excluir a possibilidade de criação de buracos negros quase que completamente.

Esta constatação é de uma de um rico fluxo de artigos recentes do LHC, que têm sido possíveis graças ao desempenho inesperadamente excepcional do equipamento. “Temos ficado realmente surpresos pela forma como tem se comportado a máquina, quando começamos a levá-la aos seus limites técnicos”, disse Steve Myers, físico do CERN que supervisionou as operações do LHC este ano. Como resultado deste ótimo desempenho, os físicos estão cada vez mais otimistas de que serão capazes de detectar o esquivo bóson de Higgs, antes do esperado. A partícula de Higgs é o alvo mais famoso do LHC. Acredita-se que o seu campo associado seria responsável por proporcionar a propriedade da massa as demais partículas, conforme as teorias atuais.

TEVATRON X LHC: na corrida pela busca do bóson de Higgs

Inicialmente, os físicos não estavam certos de que o LHC poderia criar e detectar o bóson de Higgs nas energias atuais da máquina e os gestores do CERN planejaram um hiato de 15 meses a partir do início de 2012 para uma atualização tecnológica que permitirá o LHC operar em energias mais elevadas. No entanto, há um consenso crescente de que o LHC será capaz de explorar a maior parte do intervalo de energia onde poderíamos encontra a partícula padrão de Higgs, mesmo sem esta atualização planejada para 2012. Sergio Bertolucci, diretor do CERN para investigação e cálculo, acrescentou que há também razões políticas para estender o prazo de operação do LHC. O concorrente do LHC, o segundo acelerador mais potente do mundo, o Tevatron do Fermilab, situado em Batávia, Illinois, está nos calcanhares do LHC a medida que seus dados, coletados em sua pesquisa pela busca do bóson de Higgs, são compilados. Além disso, o potencial sucesso do LHC é susceptível de influenciar os planos europeus de física de alta energia, bem como um plano global para a próxima geração de aceleradores lineares. Ambos estão passando por um processo de tomada de grandes decisões orçamentárias para os próximos anos.

O plano para estender o tempo de operação do LHC será discutido em uma reunião dos diretores do LHC em Chamonix, na França no final de janeiro de 2011 e a decisão final será dada logo em seguida.

Fontes

New Scientist: Higgs hunt may delay LHC’s planned shutdown

Nature: No black holes, but extra time at LHC

Artigo Científico

ArXiv.org: Search for Microscopic Black Hole Signatures at the Large Hadron Collider – CMS Collaboration

._._.

3 comentários

  1. Boas Roca. Afinal ainda não foi desta que o Centro Europeu de Investigação Nuclear, na Suíça, confirmou a existência do Bosão de Higgs… ; ) – E a sugestão do físico Stephen Hawking para a atribuição do prémio Nobel ao britânico Peter Higgs? Continue a partilhar como tem feito e Obrigada ; )

  2. E aí Roca !?
    Até que enfim sobrou um tempo para eu ler as novidades por aqui. É que durantes as aulas o pique é cruel. Eu mantenho seu site no meu blog, como fazendo parte daqueles que mais gosto, e toda vez que acesso meu blog, quase sempre vejo uma notícia interessante que você passa aqui, e já faz tempo que estava tentando achar um tempinho pra me atualizar.
    Esta notícia deste post, por exemplo, é muito expressiva. De certa forma, o LHC tem causado uma angustiante espera por parte das pessoas que acompanham os seus experimentos, por alguma novidade bombástica.
    Vamos ter paciência,
    Abraço, e obrigado por colocar aqui esta boa informação.

    1. ROCA

      Reparei sua falta por aqui, Jairo. Eventualmente tenho postado notícias de física e notei a falta dos seus comentarios.
      Aguardo suas opinião nos outros posts da categoria física

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!