«

»

fev 17

ESA lançará o satélite CryoSat que vai mapear a espessura das camadas do gelo terrestre

Usando um sofisticado altímetro por radar chamado SIRAL (Synthetic Aperture Radar Interferometric Radar Altimetry), a sonda orbital CryoSat-2 fará precisas medições da espessura das camadas de gelo da Terra, tanto no mar quanto sobre a superfície dos continentes. Créditos: ESA - AOES Medialab

Usando um sofisticado altímetro por radar chamado SIRAL (Synthetic Aperture Radar Interferometric Radar Altimetry), a sonda orbital CryoSat-2 fará precisas medições da espessura das camadas de gelo da Terra, tanto no mar quanto sobre a superfície dos continentes. Créditos: ESA – AOES Medialab

A Agência Espacial Européia (ESA) está pronta para lançar o mais sofisticado satélite já construído para desenvolver a atividade de mapeamento da configuração e distribuição do gelo sobre a Terra, acima da água e do solo. O lançamento do CryoSat está previsto para 25 de fevereiro de 2010.

O CryoSat, será colocado em órbita, a 700 km acima da Terra, por um foguete russo, Dnepr, a partir do ‘cosmódromo’ de Baikonur, no Cazaquistão.

Vídeo (requer quicktime): impressão artística do CryoSat. Créditos: ESA – AOES Medialab

O lançamento está agendado para as 14h57min CET (13h57min UTC), de quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010. O lançamento está sendo operado pela companhia internacional espacial Kosmotras.

A ESA terá 3 satélites explorando a Terra

O CryoSat será o terceiro satélite da ESA em órbita com a missão de exploração da Terra. Os outros dois são o  Gravity field and steady-state Ocean Circulation Explorer (GOCE), lançado em março de 2009, e o Soil Moisture and Ocean Salinity (SMOS), lançado em novembro de 2009. Originalmente, estava previsto que o CryoSat fosse o primeiro satélite da série Earth Explorer a operar no espaço, mas o primeiro CryoSat foi perdido devido a uma falha no veículo de lançamento, em outubro de 2005.

A espaçonave de 700 Kg, cujo nome está associado à palavra grega kryos (gelo), transporta um altímetro de microondas inédito. O instrumento foi desenvolvido especialmente para determinar alterações na espessura tanto dos gelos flutuantes marítimos, que pode ter dezenas de metros quanto das calotas polares, que na Antártida podem ter até cinco quilômetros.

Precisão de 1 centímetro

A missão CryoSat irá fornecer dados sobre a taxa de alteração na espessura das camadas de gelo com a precisão de 01 (um) centímetro. Cryosat-2 terá uma órbita polar altamente inclinada e atingirá os 88 graus no sentido norte / sul de modo a maximizar a quantidade de observações dos pólos da Terra.

O instrumento a bordo do Cryosat-2 que irá medir a espessura do gelo é o SAR / Interferometric Radar Altimeter (SIRAL). Este dispositivo é um altímetro e um interferômetro, que opera na banda Ku (13,575 GHz) e usa sinais de radar que ricocheteiam no gelo para medir as variações na sua espessura.

A ‘última olhada’ no CryoSat-2 ao ser armazenado no lançador Dnepr em 10 de ferereiro de 2010. Crédito: ESA

A ‘última olhada’ no CryoSat-2 ao ser armazenado no lançador Dnepr em 10 de ferereiro de 2010. Crédito: ESA

Recentemente foram atingidos recordes mínimos na espessura das camadas de gelo marítimo, durante o verão, no Ártico, sugerindo que estão podem estar ocorrendo alterações significativas nas regiões polares. A camada gelada tem sido mapeada a partir do espaço há vários por satélites especiais, como o Envisat. Mas, para entender de que forma as alterações climáticas afetam estas regiões de extrema sensibilidade atualmente há uma necessidade urgente de determinar as alterações na espessura dos gelos. Os dados do CryoSat irão fornecer um melhor entendimento da dinâmica das massas de gelo, oferecendo informação valiosa para a comunidade científica que contribuirá para as pesquisas sobre as alterações climáticas.

No dia do lançamento, a ESA irá abrir um escritório europeu para a imprensa, nas suas instalações do Centro Europeu de Operações Espaciais (ESOC) em Darmstadt, na Alemanha, das 10h00min às 16h30min, conduzindo um evento de lançamento das 11h30min às 16h00min.

Uma transmissão televisiva ao vivo irá oferecer imagens a partir do Cosmódromo de Baikonur e do Centro de Controle de Missão, ESA/ESOC, em Darmstadt para as televisões (mais detalhes em http://television.esa.int) e diretores da ESA junto com especialistas do programa estarão disponíveis para explicar a missão e dar entrevistas.

Fontes

Universe Today: Cryosat-2 Set to Launch Next Week por Nicholos Wethington

ESA:

._._.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!