«

»

jan 08

A Terra vista do Espaço: a Inglaterra (quase) 100% coberta de neve!

A Grã-Bretanha em 07 de janeiro de 2010, vista do satélite TERRA, da NASA mostra a ilha inteira coberta de neve.

A Grã-Bretanha em 07 de janeiro de 2010, vista do satélite TERRA, da NASA mostra a ilha inteira coberta de neve. Clique na imagem para ver a versão de alta resolução (250 m/pixel). Crédito: NASA/TERRA

Esta impressionante imagem feita pelo- satélite TERRA da NASA mostra o rigor do inverno no hemisfério norte. A ilha da Grã-Bretanha está integralmente coberta com uma pesada camada de neve, tendo algumas áreas apresentado a maior quantidade de neve nos últimos 50 anos.

Embora esta imagem nos pareça belíssima a partir do espaço, as baixas temperaturas que seguiram esta violenta nevasca tornaram as estradas perigosamente congeladas, de acordo com as novas notícias. Assim, em 07 de janeiro de 2010, as temperaturas noturnas atingiram -18° Celsius e pontos isolados com a média abaixo de -10° Celsius em toda a ilha britânica.

gbritain_tmo_2010007

O sul da Inglaterra sofreu interrupção na energia elétrica pois as redes de distribuição foram destruídas pela forte nevasca.

A violenta nevasca destruiu parcialmente as linhas de distribuição de energia, deixando milhares de lares no sul da Inglaterra (imagem acima) sem eletricidade.

América do Norte

A América do Norte também tem experimentado violentas tempestades de neve e baixíssimas temperaturas.

Gráfico mostra o índice de 'oscilação do ártico' (AO) desde 1950. O menor valor do AO foi atingido em dezembro de 2009.

Este gráfico, atualizado até o mês corrente passado, mostra o índice de ‘oscilação do ártico’ (AO) desde 1950. Repare no pico de  baixíssimo valor do AO atingido em janeiro de 2010! Veja também os valores negativos em dez/2003 e no último trimestre de 1969.

A NASA informa que uma possível causa para o frio junto com a persistência da neve através de grande parte do Hemisfério Norte em dezembro de 2009 e janeiro de 2010 pode ser o fato da atmosfera estar passando por uma fase extremamente negativa do fenômeno chamado ‘Oscilação do Ártico’ (AO). Uma conseqüência da oscilação negativa do Ártico é a acentuação do frio na Eurásia e América do Norte durante o inverno. O índice de AO para dezembro de 2009 atingiu o valor mensal mais baixo dos últimos 60 anos.

Virginia, Maryland e Washington

Baía de Chesapeake coberta de neve em 21 de dezembro de 2009. Crédito: NASA/MODIS/TERRA

No início do inverno, tempestades recordistas transformaram a paisagem norte Americana. Estas imagens feitas pelo instrumento Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer (MODIS) do satélite Terra da NASA mostram a baía de Chesapeake coberta de neve nos dias 20 e 21 de dezembro.

Até o Texas?

texas_ali_2009360

A tempestade de 25 de dezembro deixou uma camada branca no centro-sul dos EUA, cobrindo aqui a cidade texana de Snyder.

A tempestade de 25 de dezembro de 2009 deixou uma camada branca no centro-sul dos EUA, cobrindo aqui a cidade texana de Snyder. Em 26 de dezembro de 2009, a câmera Advanced Land Imager (ALI) do satellite Earth Observing-1 (EO-1) da NASA capturou esta imagem em cores reais da cidade de Snyder e áreas vizinhas.

China sofre a pior nevasca em 60 anos

O satélite Terra mosta como a neve se alastrou no leste da China em 04 de janeiro de 2010.

O satélite Terra mosta como a neve se alastrou no leste da China em 04 de janeiro de 2010.

Em 04 de Janeiro de 2010 satélite Terra capturou esta imagem do leste da China. A neve envolve a região do golfo de Bo Hai e se estende para norte e oeste, cobrindo também Beijing, a cidade porto de Tianjin e várias outras cidades menores. As cidades maiores são vistas como manchas cinzas de grande porte e as menores por pontos pequenos também cinzas. Os chineses consideraram esta a pior nevasca que Beijing sofreu nos último 60 anos.

Índice AO atualizado até dezembro de 2009. Crédito: NYTimes - Ignatius Rigor para Dot Earth

Índice AO atualizado até dezembro de 2009. Crédito: NYTimes – Ignatius Rigor para Dot Earth

Um indicador das quebras de recorde de frio e neve em diversos pontos do hemisfério norte é este ponto (o mais baixo dos últimos 60 anos) do gráfico acima que aparece na parte inferior-direita, junto da legenda ‘2010’. Este gráfico fornecido por Ignatius Rigor mostra a variação do índice AO (Arctic Oscillation), um padrão da pressão atmosférica que tem duas fases (positiva e negativa). Uma condição altamente negativa ou positiva pode ter uma poderosa influência sobre o clima da metade norte do globo terrestre e no comportamento da formação do gelo marítimo no oceano Ártico.

No gráfico vemos o comportamento diário (últimos 120 dias) do 'índice de oscilação do Ártico' que mostra a forte tendência negativa (30 dias), o que indica influências dramáticas no clima do norte da Terra.

Neste gráfico vemos o comportamento diário (últimos 120 dias) do ‘índice de oscilação do Ártico’ que mostra a forte tendência negativa (veja os últimos 30 dias). Este comportamento explica a situação dramática neste inverno que vemos no clima do hemisfério norte.

Conclusão?

Embora a Europa, Ásia e América do Norte (EUA) estejam passando por um frio rigoroso, este não é o quadro geral do hemisfério norte. Enquanto as latitudes médias estão mais frias, as latitudes altas (próximas do pólo Norte, Groelândia, Alasca, Norte do Canadá e o estreito de Bering) estão bem mais quentes. Veja a situação geral neste artigo: Como se comporta a anomalia climática no Hemisfério Norte em dezembro de 2009 e janeiro de 2010?

Fontes

Universe Today:

NASA Earth Observatory:

BBC (07 de janeiro de 2010): Icy conditions hit the UK after days of heavy snow

Reuters (07 de janeiro de 2010): Ice causes havoc as Arctic snap continues

National Snow and Ice Data Center: Arctic Oscillation

Revkin, A (04 de janeiro de 2010): Cold Arctic pressure pattern nearly off chart

BBC (04 de janeiro de 2010): Beijing disrupted by record snowfall

Branigan, T., Jones, S. (04 de janeiro de 2010): It’s not just Britain shivering as record snow hits China and South Korea

Buckley, C. (03 de janeiro de 2010): North China struggles with icy cold snap

._._.

12 comentários

1 menção

Pular para o formulário de comentário

  1. Santana

    Desculpe o meu português, porém o que falo é baseio em estudo sobre a Biblia, potanto nos humanos não devemos nos preocupar com o passado, infelizmente a ciencia estudada por voces é baseada no passado embora a ciencia e a biblia caminham juntos. Eu tenho estudos que comprovam nos estamos errados em muitas teorias cientificas.

  2. Santana

    Em termo de teoria cintifica sobre nosso planeta eu gosto muito do Einstein, pois ele é mais criativo quando fala de ciencia, é o unico que faz calculos preciso no que diz a ciencia e antes de morrer declarou verdadeiramente Deus existe.

  3. Danilo

    Opa, respondendo meio atrsado xD
    Mas foi isso mesmo que eu quis dizer com logo 😛
    Não quis dizer ano que vem.

  4. Danilo

    Na verdade, os polos magnéticos(não os reais) da Terra podem se mover sim, do mesmo modo como os polos de Titã dessa matéria: http://eternosaprendizes.com/2009/12/03/cientistas-de-caltech-explicam-a-desconcertante-assimetria-dos-lagos-de-tita/

    No nosso planeta os polos mudam de lugar em média a cada 300.000 anos, e já estão sem mudar há 780.000 anos, então devem voltar a mudar logo.

    Pra saber mais:

    http://hypescience.com/25914-centro-magnetico-da-terra-esta-mudando-de-lugar/
    http://www.es.ucsc.edu/~glatz/geodynamo.html

    1. ROCA

      Danilo,

      Concordo, porém tenho uma pequena ressalva:

      ‘devem mudar logo’, sim, ‘logo’ em termos astronômicos quer dizer alguns milhares de anos.

      Na verdade isto é incerto para nós, não há hoje previsões com respaldo científico para dizer se esta mudança vai ocorrer em breve ou não.

      Além disso trata-se de uma mudança lenta e gradual, a mudança em si levaria centenas a milhares de anos.

      O artigo abaixo explica isso:
      http://eternosaprendizes.com/2009/02/03/2012-nao-havera-inversao-dos-polos-magneticos-da-terra/

  5. Davidson

    Realmente da para perceber que o os polos estão se movendo, tudo faz parte da evolução conturbada do nosso planeta, natural!!!!

  6. adriano de moraes

    Este link demonstra mais detalhes

    http://resistir.info/climatologia/uma_mentira_conveniente.html

  7. adriano de moraes

    E a mídia e o governo ainda tentam esconder da população dados e informações, existe muito mais sobre o aquecimento global.
    Da maneira como estão expondo na mídia, é uma farsa, o homem tem uma parcela de culpa, mas não é bem assim.

    http://www.jornaldedebates.com.br/debate/que-fazer-diante-aquecimento-global/artigo/aquecimento-uma-tristeza

    1. ROCA

      Infelizmente, há muito sensacionalismo, radicalismo e emoção em cima deste tema.
      Todavia, temos que continuar pesquisando arduamente para entender as reais tendências da mudança climática e, se possível, nos preparar para o futuro.

  8. Mirian Martin

    Meu Arthur diria: ufa, acabou o aquecimento global! 🙂
    Entretanto, recentemente li uma matéria que justamente questionava o aquecimento global e os parâmetros que eles se utilizam para o justificar.
    Agora, lendo aqui sobre essa “geladeira”, e a variação do índice AO, dá a impressão que algo mais do que a intervenção humana está provocando estas grandes variaçòes climáticas.

    1. ROCA

      Não resta dúvida que as mudanças climáticas estão aí, mas são extremamente complexas e dependem de uma pletora de fatores.
      .
      Recomendo a todos a leitura do excelente artigo sobre o desastre que foi a conferência de Kopenhagen, no AstroPT (Carlos Oliveira) http://astropt.org/blog/2010/01/07/conferencia-de-copenhaga-e-climategate/

  9. Renato Santos

    Sou um leitor diário deste site adoro as matérias e matérias como esta são super interessante vcs estão de parabéns !!!!

  1. Como se comporta a anomalia climática no Hemisfério Norte em dezembro 2009 e janeiro de 2010? « Eternos Aprendizes

    […] 08 de janeiro de 2010 falamos aqui do frio extremo que assola os continentes do hemisfério norte, na Europa, Ásia e América do Norte. Embora isso possa nos levar a pensar que estamos passando […]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!