Arquivo por tag: WMAP

maio 13

Astrônomos explicam o supervazio, uma gigantesca lacuna dentro do Universo

http://www.ifa.hawaii.edu/info/press-releases/ColdSpot/cmb_v_jav.jpg

Em 2004, astrônomos examinaram o mapa da radiação fóssil remanescente do Big Bang (radiação cósmica de fundo ou CMB) e descobriram o ‘Ponto Frio’, uma área excepcionalmente fria no céu, muito maior do que se esperava. Sabemos que a física por trás da teoria do Big Bang prevê a existência de manchas mais quentes e …

Continue lendo »

out 06

A sonda anisotrópica WMAP se aposenta após 9 anos de operação, mas as pesquisas prosseguem…

A sonda anisotrópica de rastreamento de microondas WMAP (Wilkinson Microwave Anisotropy Probe) concluiu as suas observações da radiação cósmica de fundo, a radiação primordial do Universo, após nove anos de operação. A sonda forneceu a comunidade científica informações inéditas sobre o brilho cósmico remanescente e propiciou a consolidação do modelo científico que descreve a história …

Continue lendo »

mar 26

Técnica baseada nas lentes gravitacionais confirma a idade do Universo

Usando galáxias inteiras e aglomerados de galáxias como lentes para a observação de outras galáxias, os pesquisadores têm uma nova maneira e precisa para medir o tamanho e a idade do Universo e como ele se expande rapidamente, junto com as demais técnicas independentes. Estas medidas determinam um valor para a constante de Hubble, que …

Continue lendo »

out 03

Planck revela segredos do nascimento do Universo

A espaçonave PLANCK da ESA (European Space Agency) foi lançada no espaço em 14 de maio de 2009. Seu destino é observar o brilho do gás cósmico cerca de 380.000 anos após o Big Bang (13,73±0,12 bilhões de anos atrás), a radiação de microondas cósmica de fundo (CMB – Cosmic Microwave Background radiation). As propriedades …

Continue lendo »

out 02

Quando Universos colidem, como saber sobre isso?

Se nosso Universo se chocou uma vez contra outro, como poderíamos ser capazes de ver as evidências disso nos confins do cosmos? Perguntam-se os astrofísicos. Até onde podemos dizer, o Universo tem aproximadamente 93 bilhões de anos luz de tamanho e menos de 13,73±0,12[1] bilhões de anos de idade. Isto é algo que tem feito …

Continue lendo »

out 01

Qual é a idade do Universo? Como calcular isso?

Há quanto tempo o Big Bang aconteceu? Qual é melhor estimativa da idade do Big Bang? A resposta mais apurada é: 13,73 bilhões de anos ± 120 milhões de anos Esta foi a mais recente conclusão do time de astrônomos que trabalhou com os últimos dados da sonda WMAP. É importante destacar que esta estimativa …

Continue lendo »

jun 02

A matéria escura foi responsável pela reconstrução do Universo primordial (a era da reionização)?

Até 380,000 anos após o Big Bang, o Universo era uma sopa quente de plasma que se esfriou. Nessa ocasião a temperatura universal caiu ao nível onde prótons e elétrons podiam se recombinar formando átomos. Esse ‘calmo’ período de formação do Hidrogênio neutro na história universal não durou muito tempo. Os átomos de Hidrogênio primordiais …

Continue lendo »

dez 27

Novo modelo cosmológico tenta dar novas pistas sobre o Big-Bang e o Universo inflacionário

A comunidade científica em geral pensa que todo e qualquer traço do que havia antes do Big-Bang foi apagado, ou seja, não pode ser medido, detectado ou observado. Agora, um grupo de astrofísicos acredita que interpretando vestígios dos estágios iniciais do Universo poderão trazer-nos algumas pistas sobre isso. Marc Kamionkowski, do Caltech (California University of Technology), EUA, declarou que “Não é mais uma completa loucura perguntar-se ‘o que aconteceu antes do Big-Bang'”. Kamionkowski liderou um time que propôs um modelo matemático explicando uma anomalia na teoria da distribuição uniforme da radiação e matéria. Esse estudo foi detalhado no jornal cientifico Physical Review D.

dez 23

Estudo independente confirma: o destino do Universo é controlado pela Energia Escura

http://chandra.harvard.edu/photo/2008/darkenergy/

Há 10 anos atrás o estudo das supernovas tipo Ia distantes originou a descoberta da energia escura que é considerada a responsável pela expansão acelerada do Universo. Agora, os cientistas confirmam a existência dessa misteriosa e repulsiva força, usando uma linha independente de experimentos e medições. As novas descobertas fornecem novas e consistentes provas para a teoria geral da relatividade estabelecida por Einstein e suportam a idéia que a energia escura é uma propriedade intrínseca e imutável do vácuo cósmico. Pela primeira vez, os astrônomos observaram claramente os efeitos da energia escura nos objetos colapsados mais massivos do Universo (os aglomerados de galáxias), usando o Observatório Chandra de raios-X da NASA. Rastreando como a energia tem impulsionado o crescimento dos aglomerados de galáxias e combinando isto com os estudos anteriores, os cientistas conseguiram as melhores evidências até o momento do que é a energia escura e qual é o real destino do Universo.

set 02

5 anos do WMAP revelaram três grandes segredos do Universo: os neutrinos primordiais, o fim da idade das trevas e a inflação cósmica

Aos 5 anos do programa WMAP (Wilkinson Microwave Anisotropy Probe) a NASA relembra as grandes descobertas que permitiram aperfeiçoamento do nosso conhecimento sobre a história do Universo. Trata-se de um tesouro de informação, que contempla, entre outras, essas três grandes descobertas: Novas evidências que um verdadeiro mar de neutrinos cósmicos, permeia o Universo (o ‘fundo …

Continue lendo »