Arquivo por tag: Pelicano

nov 19

IC 5070: um ‘poeirento’ Pelicano em Cygnus por Steve Richards (Chanctonbury Observatory)

O perfil reconhecível da Nebulosa do Pelicano reside a quase 2.000 anos luz na direção da constelação de Cygnus (O Cisne).

Continue lendo »

jun 14

As nebulosas do Pelicano e da América do Norte por Ezequiel Etcheverry

Aqui vemos ‘formatos familiares’ em localizações ‘não familiares’. Na esquerda se vê a nebulosa de emissão catalogada como NGC 7000, particularmente famosa, pois lembra o mapa do continente da América do Norte. A região de emissão à direita da Nebulosa América do Norte é IC 5070, também conhecida por suas sugestivas formas como a Nebulosa do Pelicano.

Continue lendo »

maio 26

IC 5067 na Nebulosa do Pelicano por Roberto Colombari

Esse proeminente cume de emissão apresentado nessa precisa e colorida paisagem cósmica está catalogado como a nebulosa IC 5067. Parte de uma nebulosa de emissão de maior porte com uma forma distinta, popularmente chamado de Nebulosa do Pelicano, o cume IC 5067 se estende por cerca de 10 anos luz, seguindo a curva da cabeça …

Continue lendo »

nov 17

IC 5070: Roberto Colombari revela os gases, poeira e as estrelas da Nebulosa do Pelicano

A nebulosa do Pelicano (IC 5070) tem sido lentamente transformada por diversos processos. A nebulosa IC 5070 está dividida a partir da grande nebulosa América do Norte (NGC 7000 – North America Nebula) por uma nuvem molecular repleta de poeira cósmica enegrecida. Particularmente, o Pelicano recebe muito estudo porque se trata de uma mistura particularmente ativa de formação estelar e nuvens de …

Continue lendo »

mar 08

Larry Van Vleet revela detalhes dos pilares e jatos na Nebulosa do Pelicano

Que são estas estruturas obscuras que crescem na Nebulosa do Pelicano? Visível dentro da constelação de outro pássaro, o Cisne (Cygnus), a Nebulosa do Pelicano é uma região pontilhada por estrelas recém nascidas, porém obscurecidas por nuvens negras de poeira cósmica. Esses grãos de poeira muito pequenos, formados nas atmosferas frias das protoestrelas, foram dispersados por ventos estelares e explosões …

Continue lendo »

error: Esse blog é protegido!