Arquivo por tag: M1

maio 10

M1: um incrível retrato composto da Nebulosa do Caranguejo pelo Spitzer, XMM-Newton, VLA e Chandra

Um grupo de astrônomos produziu uma imagem altamente detalhada da Nebulosa do Caranguejo (M1), combinando dados de diversos telescópios abrangendo quase toda a amplitude do espectro eletromagnético, desde as ondas de rádio vistas pelo VLA (Karl G. Jansky Very Large Array) até ao poderoso brilho de raios-X capturado pelo Observatório Espacial Chandra. Foram incluídos, dentro …

Continue lendo »

abr 29

Temporizadores microscópicos revelam a provável fonte dos raios cósmicos galácticos

A maior parte dos raios cósmicos que detectamos aqui na Terra foram originados há relativamente pouco tempo em aglomerados estelares vizinhos, conforme novos resultados da missão ACE (Advanced Composition Explorer) da NASA. A espaçonave ACE permitiu com que o time de cientistas da pesquisa determinasse a fonte dos raios cósmicos através das primeiras observações de …

Continue lendo »

mar 12

12 de março de 2007 – Modéstia japonesa: Subaru e a nebulosa do Caranguejo

Não Há Dia Sem História Modéstia japonesa: Subaru e a nebulosa do Caranguejo 12 de março de 2007 Na noite de 12 de março de 2007, há nove anos, uma equipe de astrônomos reunidos no Telescópio Subaru, do Observatório Astronômico Nacional do Japão, no alto do pico Mauna Kea, Hawai, por problemas técnicos não pode realizar …

Continue lendo »

ago 16

M1: o que resulta de uma explosão de supernova?

Aqui vemos o caótico resultado de uma estrela que explodiu. A Nebulosa do Caranguejo, a nebulosa remanescente da supernova vista em 1054 DC, está preenchida com filamentos misteriosos. Os filamentos, além de incrivelmente complexos, parecem ter menos massa que a expelida na supernova original e uma velocidade maior que a esperada de uma explosão livre.

Continue lendo »

dez 20

Eclipse lunar total de 21 de dezembro de 2010

Durante a noite de hoje, na madrugada de 21/dezembro/2010, a Lua ficará obscurecida com a sombra da Terra. O eclipse total lunar, quando a Lua inteira desaparece encoberta pela sombra da Terra será visível em toda a América do Norte, enquanto que a fase parcial deste evento será visível em grande parte do resto do mundo …

Continue lendo »

error: Esse blog é protegido!