Arquivo por tag: Judy Schmidt

jan 10

No centro da Galáxia Espiral NGC 5033

O que está acontecendo no centro da galáxia espiral NGC 5033? Muitos fenômenos estão em ação por lá, alguns cíclicos, outros energéticos e uns ainda não totalmente compreendidos. NGC 5033 é classificada como uma galáxia Seyfert por causa da sua grande atividade que tem sido medida no seu núcleo. Estrelas brilhantes, poeira escura e gás interestelar giram rapidamente em volta …

Continue lendo »

nov 23

NGC 4414: Uma Galáxia Espiral Floculenta e a Matéria Escura

Quanta massa uma galáxia espiral floculenta esconde? A imagem em cores reais da galáxia espiral floculenta NGC 4414 foi capturada pelo Telescópio Espacial Hubble para ajudar a responder essa questão.

Continue lendo »

set 20

NGC 7293: a Nebulosa da Hélice em infravermelho pelo Spitzer

O que faz esse ’olho cósmico’ parecer tão vermelho? A resposta é simples: poeira. A imagem em destaque, capturada pelo observatório espacial robótico Spitzer, nos mostra a radiação em infravermelho emanada pela muito bem estudada Nebulosa da Hélice (NGC 7293) que reside ‘apenas’ a 700 anos luz da Terra na direção da constelação de Aquarius. O emaranhado com dois …

Continue lendo »

jul 24

M2-9: a Nebulosa da Borboleta capturada pelo Hubble e processada por Judy Schmidt

Por que as estrelas são mais apreciadas como ‘arte cósmica’ depois de mortas? De fato, as estrelas produzem formas artísticas notáveis e únicas à medida que se tornam moribundas. No caso de estrelas de massas similares ao nosso Sol tais como a M2-9 mostrada na imagem em destaque, o processo as transforma de estrelas normais em anãs brancas ejetando …

Continue lendo »

jun 24

NGC 4321: a majestosa galáxia espiral M100 capturada pelo Hubble e processada por Judy Schmidt

Majestoso em uma verdadeira escala cósmica, esse “Universo-Ilha” é apropriadamente classificado como uma galáxia espiral do tipo “Grand Design” [1]. Trata-se de uma portentosa galáxia com mais de 100 bilhões de estrelas com braços espirais bem definidos, em estruturas similares as da nossa galáxia Via Láctea, as da galáxia do Cata-Vento (M101) e as encontradas na galáxia …

Continue lendo »

jun 22

NGC 6814: a magnífica galáxia espiral Seyfert pelo Hubble

Juntamente com galáxias irregulares, as galáxias espirais somam cerca de 60% das galáxias no Universo Observável. No entanto, apesar de sua abundância, cada galáxia espiral é única, como os flocos de neve – não há duas galáxias iguais. Isto é demonstrado pela galáxia espiral impressionante NGC 6814 com uma das faces do seu disco voltada …

Continue lendo »

maio 12

Saturno e Marte visitam as nuvens coloridas de Rho Ophiuchus capturados pelo brasileiro Carlos Eduardo Fairbairn

Planetas, estrelas, nebulosas e uma galáxia, a impressionante imagem em destaque contém tudo isso. Perto da Terra temos dois planetas Marte (à direita) e Saturno (no centro), visíveis como dois brilhantes pontos alaranjados na metade superior do panorama cósmico capturado pelo astrofotógrafo brasileiro Carlos Eduardo Fairbairn. Na faixa central à direita se destacam as coloridas nuvens estelares de Rho Ophiuchus, …

Continue lendo »

abr 26

NGC 6872: Uma galáxia espiral esticada capturada pelo VLT/ESO e processada por Judy Schmidt

O que faz com essa galáxia espiral seja tão comprida? Medindo cerca de 700.000 anos luz de um lado ao outro a NGC 6872, também conhecida como a galáxia do Condor, é uma das mais alongadas galáxias espirais barradas conhecidas. O formato peculiar prolongado da galáxia provavelmente é resultante se sua continua colisão com a galáxia menor IC 4970, visível …

Continue lendo »

abr 05

“Sonhando Acordado” por Arnar Kristjansson

Essa é uma imagem do mundo real? Ou apenas fantasia? A verdade começou de fato com um sonho, um sonho que a espetacular queda d’água de Seljarlandsfoss no sul da Islândia pudesse um dia ser fotografada com um fundo celeste iluminado por uma aurora.

Continue lendo »

abr 03

Um close-up da Nebulosa da Bolha capturado pelo Hubble e processado por Judy Schmidt

Uma luta entre uma bolha estufada pelo vento estelar contra a Nuvem Molecular gigante, quem vencerá? NGC 7635 é a famosa Nebulosa da Bolha, uma estrutura que está sendo empurrada pelo vento estelar produzido pela massiva (15 ± 5 M☉) estrela central BD+602522 (classe estelar O 6.5, temperatura de superfície 37.000 K, também conhecida como SAO 20575). Próximo desta reside …

Continue lendo »

error: Esse blog é protegido!