Arquivo por tag: hidrogênio

jan 05

Nuvens de cirros interestelares poeirentos ‘cercam’ Andrômeda por Rogelio Bernal Andreo

Em geral a belíssima Galáxia M31 (Andrômeda) é retratada pelos astrônomos baseados no solo terrestre com grande frequência. Afinal, trata-se de uma enorme galáxia espiral vizinha e uma vista familiar com suas raias de poeira escura, seu núcleo brilhante amarelado (fruto de estrelas antigas) e seus braços espirais traçados pela azulada luz estelar, resultante de estrelas …

Continue lendo »

nov 19

IC 5070: um ‘poeirento’ Pelicano em Cygnus por Steve Richards (Chanctonbury Observatory)

O perfil reconhecível da Nebulosa do Pelicano reside a quase 2.000 anos luz na direção da constelação de Cygnus (O Cisne).

Continue lendo »

nov 12

NGC 7822: estrelas jovens esculpem pilares de gases e poeira cósmica em Cepheus capturados por Steve Cannistra (StarryWonders)

Jovens e quentes estrelas juntamente com pilares cósmicos de gás e poeira se agrupam na NGC 7822. Residindo na fronteira de uma nuvem molecular gigante na direção da constelação de Cepheus, essa brilhante região de formação estelar se localiza a 3.000 anos luz da Terra. Dentro da nebulosa, bordas brilhantes e formatos escuros se destacam nessa colorida paisagem celeste.

Continue lendo »

nov 11

A teia cósmica da Nebulosa da Tarântula por Josep Drudis

A Nebulosa da Tarântula é a maior e mais complexa região de formação estelar em toda a vizinhança da nossa galáxia. Localizada na Grande Nuvem de Magalhães (LMC – Large Magellanic Cloud), uma galáxia satélite da nossa Via Láctea, a aparência que lembra uma aranha é responsável pelo nome popular dessa região: “A Nebulosa da Tarântula“. Contudo, …

Continue lendo »

nov 06

Enigma resolvido: as NOVAS são a principal fonte de Lítio no Universo

O lítio, o elemento sólido mais leve existente do Universo (na temperatura ambiente), desempenha um papel muito importante em nossas vidas, tanto no nível biológico como no tecnológico. Tal como a maioria dos elementos químicos, as suas origens se devem aos fenômenos astrofísicos, mas o processo responsável pela sua criação era até o momento desconhecido. …

Continue lendo »

out 28

Como está distribuído o Hidrogênio nos céus? Novo mapa ajuda a esclarecer

Onde estão as nuvens de gás da nossa galáxia Via Láctea e para onde elas estão se dirigindo? Para ajudar a responder essas questões, um novo mapa na maior resolução possível de todo o céu rastreando o gás mais abundante do Universo, o hidrogênio, foi completado e recentemente liberado, junto com os dados pertinentes. Na imagem em destaque acima, vemos o …

Continue lendo »

out 21

A nebulosa da Tulipa na constelação do Cisne por Martin Pugh

Esse panorama telescópico retrata uma brilhante nebulosa de emissão que se destaca ao longo do plano da nossa galáxia Via Láctea na direção da rica constelação de Cygnus (Cisne). Popularmente conhecida como a nebulosa da Tulipa, essa luminosa nuvem de gás interestelar e poeira cósmica consta do catálogo de 1959 produzido pelo astrônomo Stewart Sharpless com a designação …

Continue lendo »

out 12

M33: as nuvens de hidrogênio da galáxia do Triângulo por Danilo Pivato e Gimmi Ratto

A majestosa galáxia espiral M33 parece possuir bem mais que deveria da sua quota esperada de gás hidrogênio brilhante. M33 é um importante membro do grupo local de galáxias. Também conhecida como a Galáxia do Triângulo, ela reside a cerca de 3 milhões de anos luz da nossa galáxia e seu diâmetro mede cerca de …

Continue lendo »

out 11

A Parede de formação estelar em Cygnus por Sara Wager

Algumas vezes estrelas se formam em ‘paredes’, melhor dizendo, em paredes brilhantes de gás interestelar. Nessa vívida paisagem cósmica, estrelas estão surgindo na estrutura de emissão em formato de um W conhecida como a “Parede do Cisne” (Cygnus Wall).

Continue lendo »

jul 15

NGC 2736: a Nebulosa do Lápis por Howard Hedlund e Dave Jurasevich

Movendo-se de cima para baixo no quadro perto do centro desta composição colida acentuadamente detalhada, vemos filamentos finos e brilhantes trançados os quais são na verdade longas ondulações em uma folha cósmica de gás brilhante, vista praticamente de perfil. A onda de choque navega atravé do espaço interestelar em mais de 500.000 quilômetros por hora. …

Continue lendo »

Posts mais antigos «