Arquivo por tag: extinção

mar 01

Um Grande Filtro para a Vida no Cosmos? Ou: os Alienígenas estão Silenciosos porque estão Mortos!

Como eliminar as chances de sobrevivência da nossa espécie? O filósofo Nick Bostrom (Universidade de Oxford) lançou questões sobre a extinção humana em termos de um assim chamado “Grande Filtro”. Esse filtro é aquele que nos dá um vislumbre da evolução do Universo. Sob o ponto de vista de Bostrom, ao que tudo indica, há …

Continue lendo »

abr 12

Entendendo o Bombardeio Pesado Tardio: cientistas encontraram a maior cratera de impacto da Terra já descoberta

O Barberton greenstone belt (cinturão de rochas verdes de Barbeton) é considerado uma das regiões mais antigas da crosta continental do planeta. Com cerca de 100 quilômetros de extensão e 60 quilômetros de largura, este cinturão se localiza na África do Sul a leste de Joanesburgo e não muito longe da fronteira com a Suazilândia, …

Continue lendo »

jun 11

Novas evidências suportam a teoria de violentos impactos extraterrestres há 12.900 anos

Este tema controverso já foi alvo de dois artigos em Eternos Aprendizes: Extinção em massa há 12.900 anos: a Terra foi atingida por um cometa? (parte 1) Extinção em massa há 12.900 anos: a Terra foi atingida por um cometa? (parte 2) Agora, novas evidências são apresentadas pela equipe internacional de 18 pesquisadores que liderada …

Continue lendo »

out 31

Quais as conseqüências ambientais de um impacto de asteróide no oceano?

É bom vermos que o tema “Deflexão de Asteroides” tem aparecido ocasionalmente nas notícias, graças aos esforços de pessoas como o ex-astronauta Russel Louis ‘Rusty’ Schweickart. Ele acumula esforços tanto como co-presidente da “Força-Tarefa em Defesa Planetária” do Conselho Consultivo da NASA quanto em seu trabalho na entidade sem fins lucrativos, a Fundação B612.

Continue lendo »

set 12

Quais seriam os efeitos de curto prazo de uma Explosão de Raios Gama sobre a vida oceânica na Terra?

Se uma explosão de raios gama com origem próxima atingir a Terra, esta poderá ser extremamente prejudicial para o plâncton do oceano em profundidades que atingem até 75 metros, de acordo com o estudo de uma equipe de pesquisadores cubanos. Seus resultados foram aceitos para publicação na revista de Astrofísica e Ciências Espaciais e o …

Continue lendo »

abr 05

Extinção em massa há 12.900 anos: a Terra foi atingida por um cometa? (parte 2)

Foi um cometa gigante fragmentado o verdadeiro responsável pela massiva extinção Norte-Americana em 11.000 AC (antes de Cristo)? Um novo modelo proposto explica o cenário provável para este cataclismo. Há cerca 13.000 anos a Terra foi bombardeada por milhares de fragmentos de cometa ao longo de uma hora, pedaços estes de tamanho similar ao objeto …

Continue lendo »

mar 23

Conjecturas sobre o Sistema Solar: Onde está o verdadeiro Planeta X? Onde está Nêmesis?

Uma das coisas que precisamos aprender sobre o sistema estelar α Centauri é se Próxima Centauri está ou não gravitacionalmente ligada ao par binário α Centauri A / B. Muito depende da veracidade desta questão, pois se Próxima apenas está ‘de passagem’ pelo sistema α Centauri, então qualquer efeito perturbador que Próxima pode ter sobre …

Continue lendo »

jan 20

Quais são as maiores crateras de impacto na Terra?

Há pelo menos uma cratera de impacto em cada continente na Terra. Algumas das crateras mais antigas conhecidas têm mais de 2 bilhões de anos de idade. Por outro lado, uma das mais recentes, próxima ao rio Tunguska na Sibéria (ainda não confirmada), atribuída a estrutura geológica encontrada no fundo do lago Cheko, surgiu em …

Continue lendo »

mar 29

Tunguska: o mistério foi finalmente resolvido? Um fragmento de cometa explodiu como uma bomba?

Há mais de um século, em 30 de junho de 1908, uma explosão descomunal foi detonada sobre uma região despovoada da Rússia chamada Tunguska. Esse é provavelmente um dos mistérios mais duradouros que persiste sem solução no mundo. O que causou essa enorme explosão na atmosfera, com a energia equivalente a mais de 1.000 bombas atômicas (Japão – Hiroshima/Nagasaki, 2ª guerra mundial, 1945), que não deixou crateras? É notável a maneira que esse estranho evento tornou-se grande material fonte para escritores de ficção cientifica. Afinal, como poderia tamanha explosão que agitou o campo magnético terrestre e iluminou o hemisfério norte por 3 dias não ter deixado uma cratera sequer, mas aplainou de forma exótica uma grande área da floresta siberiana?

mar 14

Cometas não só podem aniquilar a vida, mas também impedir que ela apareça!

Algumas estrelas têm um elevado nível de cometas à sua volta e isso pode trazer o apocalipse sobre as possíveis formas de vida enraizadas em seus planetas. Visando entender melhor como isso funciona, há uma investigação em curso para determinar qual fração de sistemas estelares que podem ser inabitáveis por cause de impactos de cometas.

Muitos dos cometas no nosso sistema Solar estão no Cinturão Kuiper, um disco cheio de detritos que se estende desde a órbita de Netuno (30 UA) para quase duas vezes o superior a essa distância. Outras estrelas têm mostrado discos de detritos semelhantes a esse. Um exemplo disso é Epsilon Eridani, estrela gêmea do Sol a 10 anos-luz da Terra, que é um sistema jovem que possui três anéis.

Cerca de 20 por cento das estrelas semelhantes ao Sol têm discos de detritos que são mais substanciais que o nosso Cinturão de Kuiper, de acordo com os dados do Telescópio Espacial Spitzer. Mais detritos podem significar mais cometas, mas isso também pode significar mais impactos assassinos em planetas semelhantes à Terra orbitando essas estrelas?

Posts mais antigos «

error: Esse blog é protegido!