Arquivo por tag: estrela de nêutrons

jan 08

Sharpless 249 e a elusiva Nebulosa da Medusa por Eric Coles

Normalmente tênue e furtiva, a Nebulosa da Medusa (Jellyfish Nebula) foi capturada neste sedutor mosaico telescópico. Essa eclética cena está ancorada abaixo pela brilhante estrela Propus (Eta Geminorum), no pé da constelação dos Gêmeos celestiais [Castor (Alpha Geminorum) e Pollux (Beta Geminorum)] enquanto que a Nebulosa da Medusa (IC 443) é o luminoso arco de emissão com seus tentáculos …

Continue lendo »

dez 03

ESO: Primeiros sinais de estranha propriedade quântica do espaço vazio?

Observações VLT de estrela de nêutrons podem confirmar previsão com 80 anos sobre o vácuo Ao estudar com o Very Large Telescope do ESO a radiação emitida por uma estrela de nêutrons muito densa e fortemente magnetizada, astrônomos descobriram os primeiras indícios observacionais de um estranho efeito quântico, previsto inicialmente nos anos 1930. A polarização …

Continue lendo »

nov 01

Astrônomos descobrem um par incomum de fontes ultra luminosas de raios-X

Astrônomos descobriram um par de objetos cósmicos extraordinários que explodem dramaticamente irradiando em raios-X. Esse achado, atingido com ajuda do Observatório de raios-X Chandra da NASA juntamente com o Observatório XMM-Newton da ESA, pode representar uma nova classe de eventos explosivos encontrados no espaço. As misteriosas fontes de raios-X tornam-se cerca de cem vezes mais …

Continue lendo »

set 12

O magnetar jovem em RCW 103 é o pulsar com o período mais lento já detectado até hoje

Através da utilização do observatório de raios-X Chandra da NASA junto com outros observatórios de raios-X, os astrônomos encontraram evidências de um objeto que é provavelmente um dos pulsares (estrela de nêutrons em rotação) mais extremos, até então já detectado. A fonte de raios-X exibe propriedades de uma estrela de nêutrons altamente magnetizada, denominada magnetar, …

Continue lendo »

ago 16

M1: o que resulta de uma explosão de supernova?

Aqui vemos o caótico resultado de uma estrela que explodiu. A Nebulosa do Caranguejo, a nebulosa remanescente da supernova vista em 1054 DC, está preenchida com filamentos misteriosos. Os filamentos, além de incrivelmente complexos, parecem ter menos massa que a expelida na supernova original e uma velocidade maior que a esperada de uma explosão livre.

Continue lendo »

maio 21

SGR 1745-2900: Atividade intensa de magnetar próximo do buraco negro central supermassivo da Via Láctea revela sua presença

Em 2013, astrônomos anunciaram que haviam descoberto um magnetar excepcionalmente próximo do buraco negro supermassivo que reside no centro da Via Láctea usando um conjunto de telescópios espaciais que incluía o Observatório de Raios-X Chandra da NASA. O que são magnetares? Magnetares são remanescentes de estrelas massivas colapsadas (“estrelas de nêutrons”) que possuem campo magnéticos …

Continue lendo »

maio 02

NuSTAR Captura Possíveis ‘Gritos’ de Estrelas Moribundas em raios-X

http://www.jpl.nasa.gov/spaceimages/details.php?id=pia19334

Examinando dentro do coração da Via Láctea, o NuSTAR (Nuclear Spectroscopic Telescope Array) da NASA capturou um brilho misterioso de raios-X de alta energia que, de acordo com os cientistas, podem ser os “uivos” de estrelas mortas à medida que se alimentam de suas companheiras estelares.

Continue lendo »

jun 04

A estrela híbrida bizarra de Thorne Żytkow foi finalmente descoberta!

http://news.softpedia.com/newsImage/Dying-Star-with-Neutron-Star-for-a-Heart-Discovered-414722-2.jpg/

Os astrônomos detectaram uma raríssima estrela pertencente a uma classe “teórica” proposta pela primeira vez há décadas (1975) pelo físico Kip Thorne e pela astrônoma Anna Żytkow. Um objeto Thorne-Żytkow (OTŻ) é um corpo estelar híbrido composto, resultante da fusão de uma supergigante vermelha com uma estrela de nêutrons. Os OTZs parecem, superficialmente, com supergigantes …

Continue lendo »

maio 14

Mistério do Magnetar em Westerlund 1 foi esclarecido?

http://www.eso.org/public/images/eso1415a/

Os magnetares são objetos exóticos, restos extremamente densos que resultam de explosões de violentas supernovas. Estas estrelas mortas são os objetos com o campo magnético mais poderoso conhecido no Universo, milhões de vezes mais potentes que os mais fortes imãs na Terra. Uma equipe de astrônomos, usando o Very Large Telescope do ESO (VLT), descobriu …

Continue lendo »

fev 19

Pulsar em fuga produz o jato de plasma mais longo observado na Via Láctea

O Observatório de Raios-X Chandra, da NASA, avistou um pulsar em fuga a grande velocidade de um remanescente de supernova e emitindo um gigantesco jato de partículas de alta energia – o mais longo jato de qualquer objeto na Via Láctea. O pulsar, um tipo de estrela de nêutrons, é conhecido como IGR J11014-6103 e …

Continue lendo »

Posts mais antigos «