Arquivo por tag: estrela binária

abr 08

Spitzer revela Zeta Ophiuchi: uma estrela fugitiva e seu arco frontal de choque

Como um navio singrando através mares cósmicos, a estrela em fuga Zeta Ophiuchi (Zeta Oph) produz uma onda de proa interestelar, formando um arco de choque visto através deste retrato infravermelho deslumbrante, capturado pelo observatório espacial de infravermelho Spitzer. Nesta visão de cores falsas, a azulada estrela Zeta Ophiuchi, cerca de 20 vezes mais massiva …

Continue lendo »

mar 11

Iota Orionis é como um coração pulsante na Constelação de Órion

Um time de astrônomos do projeto de constelações BRITE (BRight Target Explorer) e do Observatório Ritter descobriu um aumento cíclico de 1% na emissão de radiação por uma estrela muito massiva do sistema Iota Orionis que poderá mudar o nosso entendimento sobre essa classe de estrelas. O sistema binário Iota Orionis é facilmente visível a …

Continue lendo »

jan 18

Exoplanetas circumbinários criam uma nova classe de sistemas estelares?

Sistemas planetários circumbinários são aqueles onde um exoplaneta orbita o centro de gravidade de duas estrelas próximas entre si [1]. Há alguns meses focamos na descoberta de Kepler-16b, um exoplaneta que orbitava duas estrelas na forma circumbinária, o que difere da clássica situação onde um exoplaneta orbita somente uma das estrelas de um sistema binário. …

Continue lendo »

set 15

Missão Kepler descobre mundo com dois sóis no sistema binário Kepler 16

A ficção se torna realidade: a existência de um mundo com um pôr-do-Sol duplo, idealizado no filme “Guerra das Estrelas” há mais de 30 anos é agora um fato. A missão Kepler da NASA fez a primeira observação exoplaneta circumbinário [1], ou seja, um mundo que orbita duas estrelas que residem a 200 anos-luz da …

Continue lendo »

jun 06

Sistema binário eclipsante de anãs brancas observado pela primeira vez revela os segredos das estrelas de hélio

  Rara anã branca de Hélio tem suas características reveladas Astrofísicos da UCSB (Universidade da Califórnia em Santa Bárbara) são os primeiros cientistas no mundo que identificaram duas anãs brancas eclipsantes em sistema binário. Tal descoberta permitiu a primeira medição direta do diâmetro de uma rara anã branca composta de Hélio puro. Estas observações são …

Continue lendo »

dez 27

É possível a formação de exoplanetas ao redor de estrelas binárias?

Os criativos escritores de ficção científica e artistas espaciais descrevem freqüentemente uma encantadora paisagem do por de sóis gêmeos, onde um par de estrelas binárias se oculta atrás do horizonte (lembramos de Star Wars). Embora saibamos que possam existir exoplanetas em tais sistemas binários orbitando em ressonância, isto só aparece como certo para exoplanetas já …

Continue lendo »

set 01

Hubble mostra evidências de um aglomerado de raríssimas anãs brancas de Hélio, cinzas de minúsculas estrelas que morreram prematuramente

Como este antigo aglomerado de estrelas evoluiu? Vinte e quatro objetos estelares incomuns, cinzas de estrelas consumidas, 18 das quais recentemente descobertas, foram observadas pelo Telescópio Espacial Hubble. Estas estrelas são anãs brancas, o destino comum de uma estrela morta, mas estas são raras porque são compostas principalmente de Hélio-4 em vez das ‘anãs brancas …

Continue lendo »

jan 15

Mundos em colisão: começa a caça do assassino no sistema binário BD+20 307

Em setembro de 2008, o Observatório de Rayos-X Chandra anunciou que havia observado algo muito estranho em BD+20 307. O sistema binário parecia ter um disco de pó ao redor do mesmo, indicando que aparentement tratava-se de um sistema de formação planetária jovem com apenas uma fração da idade do Sistema Solar. Não obstante, é bem sabido agora que essas binárias possuem, na realidade, alguns bilhões de anos de idade. Concluíram então que o disco havia sido criado por um evento planetário muito raro: uma colisão planetária cataclísmica.

dez 31

Os quatro sóis do sistema HD 98800

Os astrônomos usaram a capacidade do Spitzer de ver em infravermelho para estudar um disco de poeira cósmica que envolve um par de estrelas no sistema quádruplo HD 98800. Tais tipos de discos são indícios da presença potencial de planetas extrasolares. Ao invés de um singelo, suave e contínuo disco de poeira o sistema HD 98800 apresenta hiatos que poderão ser causadas pela interação gravitacional entre as quatro estrelas. Esses hiatos, contudo, podem indicar a presença de planetas em formação cavando trilhas no disco de poeira.

error: Esse blog é protegido!