Arquivo por tag: CFHT

mar 18

Vento meridional de Vênus foi detectado pela primeira vez em ambos os hemisférios

A primeira evidência científica de que existe em Vênus circulação de vento entre o equador e os polos (vento meridional) foi reunida por uma equipe internacional liderada por Pedro Machado, do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA) [1] e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL). Este resultado foi publicado em artigo [2] …

Continue lendo »

mar 15

P/2016 J1: asteroide fragmentado desenvolve caudas similares a de um cometa

Seria esperado que asteroides do Cinturão Principal de Asteroides desenvolvam caudas como as que vemos em cometas? Sabemos que suas órbitas são circulares o suficiente para que os asteroides do cinturão principal não experimentem as variações radicais de temperatura que usualmente afetam os cometas quando estes mergulham na direção do periélio. No entanto, nós conhecemos …

Continue lendo »

jul 22

2015 RR245: descoberto um planeta anão além de Netuno

Um time internacional de astrônomos descobriu um novo planeta anão de passagem pelo disco de pequenos mundos gelados além da órbita de Netuno, o Cinturão de Kuiper. O novo objeto mede aproximadamente 700 km em diâmetro e tem uma das órbitas mais alongadas para um planeta anão. Designado como 2015 RR245 pelo Centro de Planetas …

Continue lendo »

out 18

Cientistas usando o CFHT encontram a primeira estrela magnética da classe Delta Scuti

Coralie Neiner, membro do Laboratory for Space Studies and Astrophysics Instrumentation, LESIA (CNRS/Observatoire de Paris/UPMC/Université Paris Diderot), juntamente com Patricia Lampens (do Royal Observatory of Belgium), descobriram a primeira estrela magnética da classe Delta Scuti, através de observações espectropolarimétricas, realizadas com o telescópio CFHT. As estrelas do tipo Delta Scuti, são estrelas pulsantes, que exibem assinaturas …

Continue lendo »

jun 09

Astrônomos analisam três Supernovas Ia que explodiram longe das suas casas, no espaço intergaláctico

http://en.wikipedia.org/wiki/Against_a_Dark_Background

Imagens precisas capturadas através do Telescópio Espacial Hubble confirmam que três supernovas descobertas há vários anos explodiram no vazio escuro do espaço intergaláctico, ou seja, as estrelas progenitoras foram expelidas das suas galáxias hospedeiras milhões ou bilhões de anos antes.

Continue lendo »

error: Esse blog é protegido!