Arquivo por categoria: Nebulosas

fev. 05

Hubble observa a gigantesca nuvem “bumerangue” de Smith que está voltando para colidir com a Via Láctea

Astrônomos do Telescópio Espacial Hubble estão descobrindo que o velho ditado “tudo que sobe deve descer” até se aplica a uma nuvem imensa de hidrogênio fora da nossa Galáxia, a Via Láctea. A nuvem invisível está em “queda livre” em direção à nossa Galáxia a uma velocidade de 1,1 milhões de quilômetros por hora. Apesar …

Continue lendo »

fev. 05

Estrelas mais massivas da Via Láctea esculpem a nebulosa NGC 6357

Estrelas massivas residem dentro da NGC 6357, um complexo de espansive nebulosas de emissão a cerca de 6.500 anos luz na direção da constelação do Escorpião (Scorpius). De fato, posicionado próximo a centro dessa imagem da NGC 6357 capturada a partir de um telescópio terrestre, o aglomerado estelar Pismis 24 abriga algumas das mais massivas estrelas conhecidas dentro …

Continue lendo »

jan. 23

O asterismo da Caçarola e o céu profundo por Lorand Fenyes

A Caçarola (Grande Carro ou Carro de Davi ou A Frigideira – em inglês Big Dipper) é um alvo relativamente fácil de reconhecer para os observadores do hemisfério norte, na direção da constelação da Ursa Maior.

Continue lendo »

jan. 20

IC 2944: Estrelas e Glóbulos de Thackeray na Nebulosa Lambda Centauri por Martin Pugh

Os ovos dessa ‘galinha gigante’ vão se transformar em estrelas? A nebulosa de emissão em destaque, mostrada em cores cientificamente alocadas tem o nome catalogado de IC 2944 mas também é conhecida como a Nebulosa Lambda Centauri ou ainda popularmente como “Nebulosa da Galinha Correndo” (Running Chicken Nebula), dada sua aparência peculiar.

Continue lendo »

jan. 13

As 1970s: três nebulosas de reflexão em Órion por Adam Block

http://apod.nasa.gov/apod/ap160113.html

As nebulosas 1970s são eventualmente ignoradas pelos astrônomos, tais como este belíssimo grupo de nebulosas de reflexão em Órion, NGC 1977, NGC 1975 e NGC 1973. Essas nebulosas riquíssimas em nuances são em geral sobrepujadas pelo brilho substancial dos berçários estelares vizinhos imersos na Nebulosa de Órion. O trio de nebulosas é encontrado ao longo da espada de …

Continue lendo »

jan. 12

NGC 1499: a Nebulosa Califórnia por Farmakopoulos Antonis

O que a ‘Califórnia’ está fazendo nos céus? Vagando através do braço espiral de Órion da nossa galáxia Via Láctea, esta nuvem cósmica nos lembra a silhueta do mapa do estado da Califórnia na costa oeste dos Estados Unidos. Nosso Sol também reside no Braço Espiral de Órion, a meros 1.500 anos luz da Nebulosa Califórnia (NGC 1499).

Continue lendo »

jan. 05

M8: a Nebulosa da Lagoa capturada pelos filtros de hidrogênio, enxofre e oxigênio por John Nemcik

A majestosa Nebulosa da Lagoa (Lagoon Nebula) é preenchida por gás aquecido e hospeda diversas estrelas jovens. Espalhando-se por 100 anos luz, a Nebulosa da Lagoa reside a 5.000 anos luz da Terra na direção da constelação de Sagitário, o Arqueiro (Sagittarius) e é tão grande e brilhante que pode ser observada mesmo sem telescópio.

Continue lendo »

jan. 01

A ‘Nebulosa da Pele da Raposa’ por John Vermette

Este canídeo interestelar foi formado de poeira cósmica e gás interagindo com radiação energética e ventos emanados por quentes estrelas jovens. O formato, a textura visual e as cores combinam para dar a essa região cósmica o nome popular de ‘Nebulosa da Pele da Raposa’ (Fox Fur Nebula).

Continue lendo »

dez. 29

A poeira cósmica e a Nebulosa de Órion por Raul Villaverde Fraile

http://apod.nasa.gov/apod/image/1512/OrionDust_Fraile_1037.jpg

O que envolve uma região de formação de estrelas ? No caso da nebulosa de Órion (Orion Nebula) a resposta é: a poeira cósmica. De fato, O inteiro campo de Órion, localizado a cerca de 1.600 anos-luz de distância, é inundado com pitorescos e intricados filamentos de poeira.

Continue lendo »

dez. 17

A Nebulosa Cabeça do Cavalo e a Nebulosa da Chama por José Jiménez Priego

http://apod.nasa.gov/apod/image/1512/HorseFlame_Priego_3252.jpg

A Nebulosa Cabeça do Cavalo (Barnard 33) é uma das mais famosas nebulosas nos céus. Essa estrutura é visível como um apêndice escuro da avermelhada nebulosa de emissão IC 434, mostrada no centro da imagem em destaque. A característica cabeça de cavalo se apresenta enegrecida porque na verdade é uma nuvem opaca de poeira cósmica que reside em frente da brilhante nebulosa …

Continue lendo »

Posts mais antigos «