Arquivo por categoria: Astrofotografia

abr 22

Cassini captura a Terra e a Lua entre os anéis de Saturno

Em 12 de abril de 2017, quando o Sol estava diretamente bloqueado por Saturno, a câmera da espaçonave robótica Cassini mirou o Sistema Solar interior entre os anéis iluminados do planeta gigante. Ao topo desse mosaico de imagens vemos o grande anel A com sua larga lacuna Encke e a mais fina lacuna Keeler. Na parte …

Continue lendo »

abr 21

A nebulosa planetária da Aranha Vermelha capturada pelo Hubble e enriquecida por Jesús Vargas e Maritxu Poyal

Observe na imagem em destaque a teia emaranhada que uma nebulosa planetária pode tecer. De fato, a Nebulosa Planetária da Aranha Vermelha exibe uma complexa estrutura resultante do processo que ocorre quando uma estrela convencional (como o Sol) ejeta suas camadas externas e depois se transforma em uma anã branca.

Continue lendo »

abr 12

2014 UZ224: ALMA investiga DeeDee, um membro significativo distante do nosso Sistema Solar

Utilizando o complexo de radiotelescópios ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) no Chile, um time de astrônomos revelou detalhes extraordinários a respeito de um recém-descoberto e distante membro do nosso Sistema Solar, o corpo planetário 2014 UZ224, mais conhecido informalmente como DeeDee. Residindo a cerca de três vezes a distância atual de Plutão ao Sol, DeeDee …

Continue lendo »

abr 09

A nebulosa escura LDN 1622 e o Loop de Barnard por Leonardo Julio

A silhueta de uma intrigante nebulosa escura habita essa cena cósmica. A Nebulosa Escura de Lynds (LDN 1622) aparece abaixo do centro da imagem no primeiro plano, à frente de um tênue fundo de gás de hidrogênio brilhante, apenas visível através de longas exposições telescópicas dessa região. A nebulosa escura LDN 1622 reside próxima do plano da nossa …

Continue lendo »

abr 08

Spitzer revela Zeta Ophiuchi: uma estrela fugitiva e seu arco frontal de choque

Como um navio singrando através mares cósmicos, a estrela em fuga Zeta Ophiuchi (Zeta Oph) produz uma onda de proa interestelar, formando um arco de choque visto através deste retrato infravermelho deslumbrante, capturado pelo observatório espacial de infravermelho Spitzer. Nesta visão de cores falsas, a azulada estrela Zeta Ophiuchi, cerca de 20 vezes mais massiva …

Continue lendo »

abr 07

O complexo de radiotelescópios ALMA observa “fogos de artifícios estelares”

As explosões estelares são normalmente associadas a supernovas, as espetaculares mortes das estrelas. No entanto, novas observações do ALMA forneceram informações sobre explosões na outra ponta do ciclo de vida estelar, o nascimento das estrelas. Astrônomos capturaram estas imagens quando exploravam os restos, parecidos com ‘fogos de artifício’, do nascimento de um grupo de estrelas …

Continue lendo »

mar 27

SH2-155: a Nebulosa da Caverna por Eric Coles e Mel Helm

Essa paisagem celeste caracteriza a poeirenta região de emissão catalogada como Sh2-155 no catálogo de Sharpless, conhecida popularmente como a “Nebulosa da Caverna”. Nessa imagem telescópica, capturada por Eric Coles e Mel Helm, utilizando filtros de faixa estreita, vislumbramos ao brilho avermelhado emanado pelos átimos de hidrogênio ionizado. A “Nebulosa da Caverna” reside a cerca de 2.400 anos luz, ao longo …

Continue lendo »

mar 24

Como são as fases de Vênus? Daniel Herron nos mostra.  D

Da mesma forma que a Lua passa através de fases, o lado visível iluminado de Vênus pela luz solar se mostra tanto crescente como decrescente [minguante].

Continue lendo »

mar 14

M42/M43: no Coração de Órion por Christoph Kaltseisd

Próximo ao centro desse preciso e magnífico retrato cósmico, no âmago da Nebulosa de Órion, residem quatro estrelas bem massivas muito quentes (entre 15 a 30 massas solares), as quais fazem parte do aglomerado aberto do Trapézio (Trapezium), descoberto por Galileo Galilei.

Continue lendo »

mar 13

Poeiras, gases e estelas na Nebulosa de Órion por Jesús M.Vargas e Maritxu Poyal

A Grande Nebulosa de Órion, uma imensa região de formação estelar próxima, é provavelmente a mais famosa das nebulosas astronômicas. Na imagem em destaque, filamentos de poeira escura e gás brilhante envolvem estrelas jovens quentes e massivas na fronteira dessa gigantesca nuvem molecular interestelar situada a ‘apenas’ 1.500 anos luz. Aqui, parte do centro da nebulosa é revelada nessa detalhada imagem, …

Continue lendo »

Posts mais antigos «

error: Esse blog é protegido!