«

»

jan 12

A Lua pode ser mais antiga do que pensávamos?

http://newsroom.ucla.edu/releases/the-moon-is-older-than-scientists-thought-ucla-led-research-team-reports

Essa foto mostra o astronauta Alan Shepard da Apollo 14. Um novo estudo determinou a idade da Lua através da análise de minerais trazidos para a Terra pela missão de Apollo de 1971. Crédito: NASA

Um time liderado por membros da UCLA (Universidade da Califórnia, em Los Angeles), EUA, reportou que a Lua tem pelo menos 4,51 bilhões de anos e é 40 a 140 milhões de anos mais antiga do que os cientistas pensavam anteriormente.

Os achados, baseados na análise da amostras do mineral zircônio da Lua que foram trazidos para a Terra pela missão Apollo 14 em 1971, foram publicados no dia 11 de janeiro de 2017 em Science Advances.

A idade da Lua tem sido um tema de debates acirrados, mesmo tendo os cientistas tentado resolver a questão ao longo de muitos anos, usando um amplo conjunto de metodologias e técnicas científicas.

Mélanie Barboni, a autora principal do estudo e geoquímica do Departamento de Ciências da Terra, Planetárias e do Espaço da UCLA, declarou:

Finalmente estabelecemos uma idade mínima para a Lua. Já estava na hora de sabermos a sua idade e agora sabemos.

https://cdn2.vox-cdn.com/uploads/chorus_asset/file/7792711/IMG_5118.JPG

A geoquímica Mélanie Barboni segurando uma rocha lunar. Crédito: Carolyn Crow

A Lua foi formada por uma violenta colisão frontal entre a Terra primitiva e um protoplaneta chamado de Theia, havia relatado o time de geoquímicos e colegas da mesma universidade em 2016.

A nova pesquisa revela que a Lua se formou “apenas” cerca de 60 milhões de anos após o nascimento do Sistema Solar – um ponto importante porque fornece informações críticas para os astrônomos e para os cientistas planetários que procuram compreender a evolução inicial da Terra e do nosso Sistema Solar.

Isto tem sido uma tarefa difícil, realçou Barboni, porque:

O que lá estava antes do impacto gigante foi apagado.

Embora os cientistas não possam saber o que ocorreu antes da colisão com Theia, estas descobertas são relevantes porque vão ajudar aos cientistas a discernir os grandes eventos que se seguiram.

Em geral é muito difícil de se determinar a idade das rochas lunares porque a maioria delas contém uma miscelânea de fragmentos de várias outras rochas misturados. Mas Barboni foi capaz de analisar oito amostras de Zircão (ou zirconita) em estado puro. Especificamente, ela examinou como o Urânio que contêm decaiu para o chumbo (em um laboratório da Universidade de Princeton) e como o Lutécio que contêm decaiu para um elemento chamado Háfnio (usando um espectrômetro de massa da UCLA). Os cientistas analisaram esses elementos juntos para determinar a idade da Lua.

Kevin McKeegan, professor de geoquímica e cosmoquímica da UCLA, e coautor do estudo, explicou:

Os zircônios são os melhores relógios naturais. Eles são o melhor mineral na preservação da história geológica e na revelação de quando se originaram.

A colisão da Terra com Theia criou a Lua em um estado liquefeito que depois se solidificou. Os cientistas acreditam que a maior parte da superfície da Lua estava coberta com magma logo após a sua formação. As medições do urânio-chumbo revelam quando os zircões apareceram pela primeira vez no oceano de magma inicial da Lua, que mais tarde esfriou e formou o manto e a crosta. As medições de lutécio-háfnio revelam quando o magma se formou, o que aconteceu mais cedo.

Edward Young, professor de geoquímica e cosmoquímica da UCLA e coautor do estudo, completou:

A Mélanie conseguiu inteligentemente descobrir a idade real da Lua, que remonta à sua pré-história antes de solidificar, não da sua solidificação.

Os estudos prévios estimaram a idade da Lua com base em rochas lunares que haviam sido contaminadas por colisões múltiplas posteriores a sua formação primordial. McKeegan realça que essas rochas indicavam também a data de alguns outros eventos, “mas não a idade efetiva da Lua”.

Os pesquisadores da Universidade da Califórnia em Los Angeles continuam a estudar os zircônios trazidos pelos astronautas das Apollo e a história inicial da Lua.

Fonte

UCLA: The moon is older than scientists thought, UCLA-led research team reports. Formation occurred 4.51 billion years ago, millions of years earlier than previously believed.

Artigo Científico

Science Advances: Early formation of the Moon 4.51 billion years ago

._._.

e1602365.full Science Advances – Early formation of the Moon 4.51 billion years ago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!