«

»

dez 15

M8: a Nebulosa da Lagoa em alta definição do VST por Roberto Colombari e E. Recurt

http://apod.nasa.gov/apod/image/1612/M8_Colombari_1824.jpg

A Nebulosa da Lagoa (M8) em alta definição – Créditos: Dados fornecidos por ESO/INAF/R. Colombari/E. Recurt; Montagem e Processamento por Roberto Colombari

As estrelas estão em batalha com o gás e a poeira na Nebulosa da Lagoa, mas quem estão ganhando são os astrofotógrafos!

Conhecida formalmente como M8essa nebulosa fotogênica é visível inclusive por binóculos na direção da constelação de Sagittarius.

Os energéticos processos de formação estelar criam não apenas as belas cores mas também um verdadeiro caos na M8.

O gás brilhante em tons de vermelho resulta da radiação energética excitando o hidrogênio. Os escuros filamentos de poeira que preenchem a M8 foram criados nas atmosferas de estrelas gigantes mais frias e dos escombros expelidos por explosões de supernovas.

A luz da M8 que vemos agora foi emitida há cerca de 5.000 anos.

Além disso a luz leva quase 50 anos para cruzar essa seção da nebulosa M8.

Os dados usados para Roberto Colombari montar e processar essa composição foram capturados pelas câmera de campo largo OmegaCam pertencente ao telescópio de rastreamento do VLT: o VST (VLT Survey Telescope).

Fontes

Astrobin (Roberto Colombari): Messier 8

APOD: The Lagoon Nebula in High Definition – Créditos: Dados fornecidos por ESO/INAF/R. Colombari/E. Recurt; Montagem e Processamento por Roberto Colombari

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!