«

»

nov 29

Westerhout 5: dentro da ‘Alma’ da formação estelar por José Jiménez Priego (Astromet)

Onde é que as estrelas se formam?

http://apod.nasa.gov/apod/image/1611/Soul_Priego_3426.jpg

Westerhout 5 – crédito da imagem: José Jiménez Priego (Astromet)

Na maioria das vezes as estrelas se formam em regiões energéticas onde gás e poeira cósmica escura são atraídos em um processo de caótica mutilação.

Essa astrofotografia de José Jiménez Priego (Astromet) revela estrelas massivas brilhantes, perto do centro de W5, a Nebulosa da Alma (também catalogada como: Westerhout 5, Sharpless 2-199, IC 1848LBN 667), explodindo e emitindo radiação ionizante junto com poderosos ventos estelares.

A radiação energética empurra para fora e evapora a maior parte do gás e da poeira da região, mas eventualmente deixa pilares ou montanhas de gás e poeira, atrás de densos nós que realizam sua proteção.

Dentro desses nós de matéria, entretanto, novas estrelas podem ser criadas.

A imagem em destaque enfatiza o “coração sagrado” de W5, uma arena que se espalha por 1.000 anos luz, rica em pilares de formação estelar.

A Nebulosa da Alma (IC 1848) reside a cerca de 6.500 anos luz na direção da constelação da mitológica Rainha da Aethopia (Cassiopeia).

Provavelmente, em algumas centenas de milhões de anos, apenas um aglomerado aberto com as estrelas resultantes irá sobreviver. Depois, então, essas estrelas se afastarão, seguindo à deriva pela nossa galáxia Via Láctea.

Fonte

APOD: W5: The Soul of Star Formation – crédito da imagem: José Jiménez Priego (Astromet)

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!