«

»

nov 10

M63: a Galáxia do Girassol capturada pelo Hubble e as evidências sobre a Matéria Escura

http://apod.nasa.gov/apod/image/1611/M63_Hubble_1098.jpg

M63 – créditos da imagem: ESA, NASA, Hubble

M63 é uma das mais brilhantes galáxias espirais visíveis nos céus do hemisfério norte.

Conhecida popularmente como a Galáxia do Girassol, M63 está catalogada com o nome de NGC 5055.

Essa galáxia pode ser encontrada com auxílio de um pequeno telescópio na direção da constelação dos Cães de Caça  (Canes Venatici).

fotografia em destaque, capturada pelo Telescópio Espacial Hubble exibe o centro da M63, envolvido por longos braços espirais ondulantes que brilham em tons de azul devido a presença de estrelas jovens energéticas. Nebulosas de emissão irradiam tons avermelhados originados do gás hidrogênio aquecido. Completando a pintura cósmica, raias de poeira formam numerosos filamentos escuros.

M63 interage gravitacionalmente com a M51 (a Galáxia do Rodamoinho) e várias outras galáxias menores.

A luz de M63 leva 35 milhões de anos para atingir a Terra e cerca de 60.000 anos para cruzar essa galáxia espiral.

Matéria Escura

Estrelas nas regiões externas da Galáxia do Girassol giram em torno do centro em velocidades tão altas que, dada a matéria [convencional] observada e assumindo a gravidade normal, elas deveriam derivar para fora da galáxia dento do espaço intergaláctico. O fato das estrelas não se dispersarem e permanecerem ligadas gravitacionalmente na M63 indicam a presença da invisível matéria escura.

Fontes

Hubble: A galactic sunflower

APOD: M63: The Sunflower Galaxy from Hubble – crédito da imagem: ESANASAHubble

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!