«

»

out 19

O aglomerado de galáxias e o remanescente de supernova em Antlia por Rolf Olsen

http://apod.nasa.gov/apod/image/1610/AntliaGalaxies_Olsen_3326.jpg

Aglomerado de Galáxias de Antlia (Abell S0636) por Rolf Olsen

Galáxias pontuam os céus nessa impressionantemente larga e profunda imagem do Aglomerado de Galáxias de Antlia.

Antlia (Abell S0636) é o 3º aglomerado de galáxias mais próximo da Terra, respectivamente atrás dos aglomerados de Virgem (Virgo) e da Fornalha (Fornax).

Antlia é conhecido pela sua forma muito compacta (seu diâmetro mede ‘apenas’ 2 milhões de anos luz) e sua grande fração de galáxias elípticas em relação as galáxias espirais.

O aglomerado de galáxias de Antlia dista entre 40,5 Megaparsecs (132,1 milhões de anos luz) e 40,9 Megaparsecs (133,4 milhões de anos luz) da Terra e reside na direção da constelação de Antlia.

Antlia tem dois grupos proeminentes de galáxias (um embaixo no centro e o outro na esquerda superior da imagem) entre as seus mais de 200 membros, mas não apresenta uma galáxia central dominante.

O belo laço vertical avermelhado no primeiro plano à esquerda da imagem está associado a nebulosa remanescente de supernova em Antlia dentro da nossa Via Láctea, ou seja, não faz parte do aglomerado de Antlia.

imagem composta em destaque, capturada em Nova Zelândia pelo astrofotógrafo Rolf Olsen, é um árduo resultado de mais de 150 horas de exposições tomadas ao longo de 6 meses.

Fonte

APOD: The Antlia Cluster of Galaxies – crédito da imagem©: Rolf Olsen

._._.

0803-1630v1-galaxy-populations-in-the-antlia-cluster-i-photometric-properties-of-early-type-galaxies

Deixe uma resposta