«

»

ago 30

A sonda robótica Juno completa primeiro voo rasante sobre Júpiter com todos os seus instrumentos ativos

http://www.nasa.gov/sites/default/files/thumbnails/image/img_2628.png

A região polar norte de Júpiter vai se tornando visível enquanto a sonda Juno se aproxima do planeta gigante gasoso. Esta imagem foi capturada em 27 de agosto de 2016, quando a nave se encontrava a 703.000 km de distância de Júpiter. Créditos: NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS

A missão Juno da NASA executou com sucesso o primeiro dos seus planejados 36 voos rasantes sobre Júpiter. Às 13:44 UTC, sábado, 27 de agosto de 2016, a espaçonave Juno passou a cerca de 4.200 km das nuvens do gigante gasoso. Naquela hora, a nave viajava a 57,8 km/s (208.000 km/h) em relação ao planeta. Este “flyby” da Juno é o mais próximo de Júpiter durante a sua missão principal.

Rick Nybakken, gerente do projeto Juno, membro no JPL da NASA, Pasadena, Califórnia, EUA, declarou:

A telemetria inicial após o voo indica que tudo se deu como planejado e que a Juno está funcionando perfeitamente.

Estão planejados mais 35 voos rasantes sobre Júpiter ao longo da missão. A operação da Juno tem seu fim planejado para fevereiro de 2018. O voo rasante (“flyby”) de 27 de agosto de 2016 foi o primeiro em que a Juno teve toda a sua suíte de dispositivos científicos ativados e apontados para o planeta gigante à medida que a nave espacial executava o “flyby”.

Scott Bolton, cientista líder da missão Juno, membro do SwRI (Southwest Research Institute), San Antonio, EUA, explicou:

Estamos recebendo alguns dados interessantes no momento, mas, serão necessários alguns dias para que todos os dados científicos coletados durante o ‘flyby’ sejam transmitidos à Terra. Além disso, muito mais tempo será consumido até começarmos a entender o que a Juno e Júpiter estão tentando nos contar.

Embora os resultados coletados pela suíte de instrumentos da sonda robótica Juno só deverão ser anunciados em futuro próximo, alguns lotes de imagens da câmera que opera no espectro visível (JunoCam) poderão ser liberados durante as próximas duas semanas. Essas imagens incluem as fotos de mais alta-resolução da atmosfera do planeta e o primeiro vislumbre dos polos norte e sul jovianos.

Scott Bolton destacou:

Estamos em uma órbita onde nenhuma outra espaçonave esteve antes e estas imagens nos darão uma nova perspectiva sobre este mundo gigante gasoso.

A sonda robótica Juno foi lançada pela NASA no dia 5 de agosto de 2011, a partir do Cabo Canaveral, na Flórida, EUA, e alcançou a órbita de Júpiter no dia 4 de julho de 2016.

Fonte

NASA: NASA’s Juno Successfully Completes Jupiter Flyby

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Esse blog é protegido!