«

»

maio 18

As nuvens cósmicas da Nebulosa Carina por John Ebersole 

http://apod.nasa.gov/apod/image/1605/EtaCore_Ebersole_932.jpg

As nuvens cósmicas da Nebulosa Carina por John Ebersole

Que são essas formas a se esconder nas brumas da nebulosa de Carina? As figuras sinistras escuras são efetivamente nuvens moleculares, nódulos de gás molecular e poeira tão espessa se tornam opacos.

Em comparação, no entanto, estas nuvens são tipicamente muito menos densas que a atmosfera da Terra. A imagem em destaque detalha o núcleo da Nebulosa Carina, uma parte onde tanto as nuvens escuras quanto as coloridas compostas de gás e poeira são particularmente proeminentes.

A imagem foi capturada em abril de 2016 a partir do Siding Spring Observatory na Austrália. Embora a nebulosa seja composta predominantemente de gás hidrogênio, aqui colorido em tons esverdeados, à imagem foram atribuídas cores de modo que a luz emitida por vestígios de enxofre e oxigênio aparecem em vermelho e azul, respectivamente.

A Nebulosa Carina inteira, catalogada como NGC 3372, se estende por mais de 300 anos-luz e está situada a 7.500 anos luz na direção da constelação de Carina. Eta Carinae, a estrela mais energética na nebulosa, foi uma das estrelas mais brilhantes nos céus na década de 1830, mas depois evanesceu drasticamente.

Fonte

APOD: Clouds of the Carina Nebula – crédito da imagem©: John Ebersole

._._.

1 menção

  1. O buraco de fechadura na Nebulosa Carina pelo Hubble » O Universo - Eternos Aprendizes

    […] Nessa clássica imagem em destaque capturada pelo Hubble (Hubble Space Telescope), vemos essa pequena e interessante região dentro da grande Nebulosa Carina. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!