«

»

mar 10

10 de março de 2006 – Mars Reconnaissance Orbiter em Órbita de Marte

Não Há Dia Sem História

Mars Reconnaissance Orbiter em Órbita de Marte

10 de março de 2006

A sonda robótica Mars Reconnaissance Orbiter iniciou suas operações entrando na órbita de Marte em 10 de março de 2006, há 8 anos.

A sonda robótica Mars Reconnaissance Orbiter iniciou suas operações entrando na órbita de Marte em 10 de março de 2006, há 9 anos.

No dia 10 de março de 2006, há 10 anos, a sonda Mars Reconnaissance Orbiter entrou na órbita de Marte e iniciou o maior levantamento fotográfico já feito pelo homem em outro planeta.

O “mito dos canais”, que intrigou até mesmo astrônomos sérios, durante séculos, e gerou a hipótese de existência de vida inteligente em Marte, já era, então, uma simples curiosidade histórica, uma sereia cujo canto andara seduzindo até marujos experientes. Mas então, se não havia canais ou marcas de alguma civilização em Marte, o que poderia existir lá que fosse realmente interessante?

A câmera HiRISE da Reconnaissance tem revelado detalhes sutis de Marte. Há pelo menos 3 pedras que rolaram nesta imagem. Você consegue localizá-las? Amplie e verá...

A câmera HiRISE da Reconnaissance tem revelado detalhes sutis de Marte. Há pelo menos 3 pedras que rolaram nesta imagem. Você consegue localizá-las? Amplie e verá…

A resposta a esta pergunta já começara a ser dada pelos robôs Spirit, Opportunity e Sojourner (já há um congestionamento de engenhocas terráqueas andando por lá). Com as imagens enviadas pelos robôs, geólogos puderam identificar, nos pedaços de rochas espalhados pelo chão, entre areia e poeira, elementos conhecidos, revelando uma dinâmica familiar e mostrando até crateras de impactos recentes de meteoritos. Mas quando a Reconnaissance começou a enviar o seu imenso material aereofotográfico, a imaginação voltou – e ganhou asas -, não criando canais, mas recriando processos tectônicos, mostrando contornos semi-geométricos, figuras fractais e reconstruindo a história de um planeta onde a vida, parece, “bateu na trave”. Numa acepção livre e quase poética, Marte “voltou” a ter vida. As imagens de Marte capturadas pela Mars Reconnaissance Orbiter têm impressionado fortemente os cientistas.

O grande feito da Reconnaissance, porém, o grande “bingo!” de sua missão triunfal, veio em maio de 2008. A sonda Phoenix, que foi enviada para pesquisar a ocorrência de água, entrou em Marte numa aproximação direta, sem orbitar, e atingiu o alvo próximo ao pólo Norte do planeta. Os riscos eram grandes. Missões a Marte têm apresentado um alto grau de insucessos. Os eletrizantes minutos da entrada da Phoenix foram cobertos pela Reconnaissance. Um pouco antes do pouso, ela localizou dois redemoinhos de vento, na superfície,  próximos ao alvo de sua companheira recém chegada. E no momento em que a Phoenix efetivamente abriu os pára-quedas, a Reconnaissance passava exatamente sobre ela, e fotografou-a. Um feito e tanto. Se existissem marcianos, até eles teriam aplaudido.

._._.

3 comentários

2 menções

  1. Tricia

    Eu ver as fugas de pedra do rolamento. Isso é surpreendente. Naturalmente é toda a coisa diária aqui na terra. Mas ele apenas contos em um significado novo inteiro quando acontecer em um planeta far away. Pela maneira, qualquer um que visita esta página, seja certo zumbir dentro no retrato. Os detalhes são incríveis.

    1. ROCA

      Esta foto é fantástica se pensarmos que foi capturada por um satélite em órbita de Marte. O Mars Reconnaissance Orbiter tem um incrível sistema de câmeras de precisão.

  2. Charles

    Isso está tão fresco que aqueles ventos estiveram travados na câmera, depois que todo o dinheiro investido e tempo passado em emitir a nave espacial a Marte, it’ s agradável para começar um ” bingo” o momento gosta daquele. Felicitações a todos envolvido nestes projetos.

  1. Depósitos de vidro em Marte podem ser locais para procurarmos vida por lá?

    […] cientistas usaram dados da sonda robótica MRO (Mars Reconnaissance Orbiter) para detectar depósitos de vidro dentro de crateras de impacto em Marte. Embora formados no calor […]

  2. Depósitos de vidro em Marte podem ser locais para procurarmos vida por lá? » O Universo - Eternos Aprendizes

    […] cientistas usaram dados da sonda robótica MRO (Mars Reconnaissance Orbiter) para detectar depósitos de vidro dentro de crateras de impacto em Marte. Embora formados no calor […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Esse blog é protegido!