«

»

jan 24

O violento aglomerado estelar R136 nas Nuvens de Magalhães

http://apod.nasa.gov/apod/ap160124.html

O aglomerado estelar R136 – Créditos: NASA, ESA, & F. Paresce (INAF-IASF), R. O’Connell (U. Virginia), & the HST WFC3 Science Oversight Committee

No centro da região de formação estelar 30 Doradus reside um enorme aglomerado que contém algumas das mais massivas e luminosas estrelas conhecidas.

Essas estrelas, que fazem parte do conhecido aglomerado estelar R136, foram capturadas na imagem em destaque em luz visível pela câmera WFC3 (Wide Field Camera 3) do Hubble, em 2009.

Gases e nuvens de poeira em 30 Doradus, também conhecida como a Nebulosa da Tarântula, tem sido esculpidos em formatos alongados pelos poderosos ventos estelares e radiação ultravioleta emanados a partir desses energéticos aglomerados estelares.

A Nebulosa 30 Doradus reside dentro da galáxia vizinha Grande Nuvem de Magalhães a uma distância de 170.000 anos luz do Sol.

Para saber mais sobre essa região leia:

R136a1: Os astrônomos do ESO descobrem a estrela mais luminosa e também a mais massiva do Universo conhecido

Fonte

APOD: Star Cluster R136 Bursts Out – Créditos: NASAESA, & F. Paresce (INAF-IASF), R. O’Connell (U. Virginia), & the HST WFC3 Science Oversight Committee

._._.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!