«

»

dez 26

Wolf 1061 é um dos sistemas mais próximos que hospeda um exoplaneta potencialmente habitável

http://www.newsroom.unsw.edu.au/news/science-tech/galaxy-not-so-far-away-star-hosts-potentially-habitable-planet

Imagem da área do céu na direção da constelação de Ofiucus, perto da anã vermelha Wolf 1061, que inclui também o vistoso, mas sem relação, aglomerado globular estelar Messier 107. Wolf 1061 está a 14 anos-luz de distância. Créditos: Universidade de Nova Gales do Sul/atlas do céu “Aladin”, desenvolvido pelo Observatório de Estrasburgo, França

Astrônomos da Universidade de Nova Gales do Sul (UNSW), Austrália, descobriram o mais próximo exoplaneta potencialmente habitável, orbitando sua estrela hospedeira a apenas 14 anos-luz de distância.

O exoplaneta, com mais de quatro vezes a massa da Terra, é um dos três que o time de astrônomos detectou orbitando a estrela anã vermelha Wolf 1061.

Dr. Duncan Wright, autor principal do artigo científico que divulga a descoberta, explicou:

Trata-se de uma descoberta particularmente excitante porque todos os três exoplanetas têm massa pequena o suficiente para serem potencialmente rochosos e para terem uma superfície sólida. Além disso o exoplaneta do meio (Wolf 1061c) está situado dentro da zona habitável do sistema, onde é possível a existência de água líquida à superfície.

É fascinante olhar para a vastidão do espaço e pensar que uma estrela tão perto de nós, um vizinho próximo, pode hospedar um exoplaneta habitável.

Embora alguns outros exoplanetas têm sido detectados em órbita de estrelas mais próximas que Wolf 1061, esses exoplanetas não são considerados, nem remotamente, habitáveis.

Os três exoplanetas recém-detectados orbitam a pequena, relativamente fria e estável estrela anã vermelha em períodos de 5, 18 e 67 dias, respectivamente. As suas massas são de pelo menos 1,4, 4,3 e 5,3 vezes a da Terra, respectivamente.

Wolf 1061 d, o maior e mais exterior dos exoplanetas em questão, está mesmo além do limite exterior da zona habitável e é também provavelmente rochoso, enquanto que Wolf 1061 b, o exoplaneta menor mais interior, está demasiado perto da estrela para ser habitável.

http://www.newsroom.unsw.edu.au/news/science-tech/galaxy-not-so-far-away-star-hosts-potentially-habitable-planet

Wolf 1061 e os seus planetas. A zona habitável tem um tom de verde. Crédito: Universidade de Nova Gales do Sul

A equipe da Universidade de Nova Gales do Sul usou observações de Wolf 1061 recolhidas pelo espectrógrafo HARPS acoplado ao telescópio de 3,6 metros do ESO em La Silla, no Chile.

O professor Chris Tinney, líder do grupo de Ciência Exoplanetária também da UNSW adicionou:

A nossa equipe desenvolveu uma nova técnica que melhora a análise dos dados recolhidos por este instrumento preciso e construído para caçar exoplanetas. Nós estudamos mais de uma década de observações de Wolf 1061.

Estes três exoplanetas vizinhos juntam-se ao pequeno, mas cada vez maior grupo de mundos rochosos potencialmente habitáveis que orbitam estrelas próximas mais frias do que o nosso Sol.

Nós atualmente sabemos que pequenos exoplanetas rochosos como o nosso são abundantes na Galáxia e que sistemas multi-planetários também parecem ser comuns. No entanto, a maioria dos exoplanetas rochosos descobertos até agora estão a centenas ou milhares de anos-luz de distância da Terra.

Uma exceção é Gliese 667Cc que fica a 22 anos-luz da Terra. Orbita uma anã vermelha a cada 28 dias e tem pelo menos 4,5 vezes a massa da Terra.

Dr. Rob Wittenmyer, também membro da equipe, concluiu:

A proximidade dos exoplanetas no sistema Wolf 1061 significa há uma boa chance destes exoplanetas transitarem (passarem na frente ou eclipsarem) da sua estrela. Se tal acontecer, poderá então ser possível estudar as atmosferas destes exoplanetas no futuro para ver se são apropriados para a vida.

Fonte

UNSW: In a galaxy not so far away, a star hosts a potentially habitable planet

Artigo Científico

Three planets orbiting Wolf 1061

._._.

1512.05154v1-Three-planets-orbiting-Wolf-1061

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!