«

»

ago 12

O meteoro explosivo na banda da Via Láctea por André van der Hoeven

Hoje, 12 de agosto de 2015, a chuva de meteoros Perseidas atinge o seu pico.

http://apod.nasa.gov/apod/image/1508/MeteorBoom_vanderHoeven_750.gif

Meteoro explodindo sobre a Áustria – Crédito da Imagem ©: André van der Hoeven

.

Grãos de pedras de gelo rasgam os céus enquanto evaporam na sua entrada dentro da atmosfera terrestre.

Esses grãos cósmicos são escombros originados do Cometa Swift-Tuttle. As Perseidas resultam da passagem anual da Terra pela órbita do Cometa Swift-Tuttle e são tipicamente a mais ativa chuva de meteoros do ano.

Embora seja difícil de prever o nível de atividade para cada chuva de meteoros, um observador comum pode conseguir ver em média um meteoro por minuto, em local com uma noite límpida.

Em 2015, afortunadamente, as Perseidas ocorrem logo antes da Lua Nova o que fornece um céu relativamente escuro para que os meteoros mais tênues fiquem visíveis.

As chuvas de meteoros são melhor apreciadas quando estamos em posições relaxadas e longe da indesejável poluição luminosa.

Acima temos uma sequência de um meteoro que explodiu há duas semanas (no final de julho de 2015) sobre a Áustria, perto da faixa central da nossa galáxia Via Láctea.

Fonte

APOD: Milky Way and Exploding Meteor – Crédito da Imagem ©: André van der Hoeven

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!