«

»

ago 02

Harrison Schmitt e o jipe lunar da missão Apollo 17 na borda da Cratera Shorty

Na Lua é muito fácil se lembrar o lugar onde você estacionou seu veículo.

http://apod.nasa.gov/apod/image/1508/moonshorty_apollo17_1498.jpg

Harrison Schmitt e o jipe lunar da missão Apollo 17, na borda da Cratera Shorty – Créditos: Missão Apollo 17, NASA

Em dezembro de 1972 os astronautas da Apollo 17 Eugene Cernan e Harrison Schmitt permaneceram por 75 horas na Lua no vale Taurus-Littrow, enquanto o terceiro membro da missão Ronald Evans orbitava o nosso satélite natural.

Esta imagem panorâmica foi capturada por Eugene Cernan quando ele e Harrison Schmitt se aventuravam na exploração da superfície do vale lunar.

A foto mostra Schmitt à esquerda do jipe lunar na borda da Cratera Shorty, perto do local onde o geólogo Schmitt descobriu solo lunar em tons de laranja.

http://apod.nasa.gov/apod/image/0712/40_A17shorty.jpg

Panorama da Cratera Shorty pela equipe da missão Apollo 17. Clique na imagem para maior resolução. Crédito da imagem: Equipe Apollo 17, NASA; Montagem do panorama: Mike Constantine

A missão Apollo 17 retornou a Terra com 110 quilogramas de rochas e amostras do solo lunar, uma quantidade maior que a coletada dos outros locais de pouso na Lua.

Hoje, contudo, 43 anos depois, Cernan e Schmitt permanecem como os últimos homens que caminharam na Lua.

https://lpod.wikispaces.com/December+16,+2011

À esquerda temos uma visão capturada pela câmera LROC mostrando o lugar onde o jipe lunar estacionou (“LRV Parking Spot”). À direita temos a imagem da missão Apollo 17 mostrando a relação entre os objetos fotografados. Em destaque, no quadrinho, está o veio laranja encontrado dentro da cratera. Créditos: time da Apollo 17; NASA; missão LRO e Mark Robinson

Sobre a amostra lunar laranja:

Em dezembro de 1972 o astronauta Harrison Schmidt notou uma área colorida no vale Taurus-Littrow. Schmidt e seu colega Eugene Cernan coletaram amostras do solo lunar laranja incomum para permitir uma inspeção detalhada posterior na Terra.

http://apod.nasa.gov/apod/ap010523.html

Solo lunar alaranjado coletado em dezembro de 1972 por Harrison Schmidt e Eugene Cernan na missão Apollo 17

A foto acima é uma amostra muito ampliada do material, com a localização da descoberta representada na inserção. O solo alaranjado lunar contém partículas de menos de 0,1 milímetros de diâmetro, com algumas das menores partículas já encontradas na Lua.

Análises químicas e inspeções detalhadas indicam que durante uma erupção vulcânica explosiva ocorrida na Lua há 3,64 bilhões anos. Pequenas gotas de rocha derretida esfriaram rapidamente formando grãos coloridos quase esféricos. A origem de alguns dos elementos não usuais encontrados no solo lunar, contudo, permanece desconhecida até hoje.

https://en.wikipedia.org/wiki/Shorty_(crater)

Essa foto mostra o solo alaranjado encontrado pelo time da Apollo 17, contendo o vidro piroclástico rico em titânio.

Fontes

LROC: Just Another Crater?

APOD:

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Esse blog é protegido!