«

»

jun 16

Philae acorda após hibernação forçada de sete meses

http://www.esa.int/var/esa/storage/images/esa_multimedia/images/2015/06/philae_wakes_up/15443951-1-eng-GB/Philae_wakes_up.jpg

O módulo de pouso da sonda robótica Rosetta, o Philae, voltou a operação depois de sete meses de hibernação na superfície do Cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko.

Os sinais foram recebidos no Centro de Operações da ESA (Agência Espacial Europeia), em Darmstadt, às 22:28 (CEST), 13 de junho de 2015. Foram analisados mais de 300 pacotes de dados pelos cientistas e engenheiros no Centro de Controle no DLR (Centro Aeroespacial da Alemanha).

o gestor do projeto da Philae da DLR, Stephan Ulamec, explicou:

O Philae está muito bem: tem uma temperatura de operação de -35ºC e há 24 Watts disponíveis. O ‘lander’ está pronto para as operações.

http://www.newscientist.com/data/images/ns/cms/teaser/blog/201506/philae.gif

Provável localização da Philae no cometa 67P. Ao ampliar a zona da elipse atual do CONSERT, podemos ver várias manchas brilhantes. Como só uma (no máximo) destas pode ser o Philae, a maioria deve estar associada com características superficiais do núcleo do cometa. Créditos: ESA/Rosetta/MPS para Equipe OSIRIS MPS/UPD/LAM/IAA/SSO/INTA/UPM/DASP/IDA

Durante 85 segundos o Philae ‘falou’ com a sua equipe na Terra, através da Rosetta, naquele que foi o seu primeiro contato desde que entrou em hibernação em novembro de 2014.

Pela análise dos dados do status do módulo tornou-se claro que a Philae deve ter acordado antes:

Recebemos dados históricos, mas até agora o módulo de pouso não tinha sido capaz de nos conectar.

Agora os cientistas aguardam o próximo contato. Ainda há mais de 8.000 pacotes de dados na memória do Philae que irão fornecer à equipe da DLR informação sobre o que aconteceu ao módulo nos últimos dias no cometa 67P/Churymov-Gerasimenko.

O Philae desligou-se a 15 de novembro de 2014 às 01:15 (CET) depois de ter estado em operações no cometa por mais de 60 horas. Desde 12 de março de 2015 que a unidade de comunicações no orbitador Rosetta está ligada, à espera de um sinal do módulo.

http://www.esa.int/var/esa/storage/images/esa_multimedia/images/2015/06/lander_candidate/15438311-1-eng-GB/Lander_candidate.jpg

Imagens “antes” e “depois” do promissor candidato a local de pouso da Philae, localizado perto da elipse do CONSERT, pela câmara OSIRIS. Cada imagem cobre aproximadamente 20 x 20 metros no cometa. A imagem da esquerda mostra a região no dia 22 de outubro ( antes do pouso do Philae! ), a partir de uma distância de 10 km do centro do 67P/C-G, enquanto as imagens do centro e da direita mostram a mesma região nos dias 12 e 13 de dezembro ( após o pousodo Philae ! ). O local candidato é apenas visto nas imagens mais recentes. As condições de iluminação são similares na três imagens e a mesma topografia pode ser reconhecida em cada caso. A diferença na distância a partir da qual as imagens foram obtidas implica uma diferença na resolução e, por isso, as imagens de dezembro foram ampliadas e interpoladas para coincidir com a escala da imagem de outubro. Como resultado, o local de pouso candidato cobre mais pixels calculados para um objeto do tamanho do Philae visto pela OSIRIS a 18 km da superfície. Créditos: ESA/Rosetta/MPS para Equipa OSIRIS MPS/UPD/LAM/IAA/SSO/INTA/UPM/DASP/IDA

Fontes

ESA: Rosetta’s lander Philae wakes up from hibernation

Blog da Rosetta: Onde está Philae?

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!