«

»

jan 08

Panorama de estrelas e poeira cósmica em Corona Australis

http://apod.nasa.gov/apod/image/1501/NGC6726_c80schedler.jpg

NGC 6726, NGC 6727 e IC 4812 por CHART32 Team e processamento por Johannes Schedler

Nuvens de poeira cósmica e energéticas estrelas jovens habitam esta visão telescópica, no espectro da luz visível, a menos de 500 anos-luz de distância de nós na fronteira norte da constelação de Corona Australis, a Coroa do Sul.

As nuvens de poeira efetivamente bloqueiam a luz de estrelas de fundo mais distantes na Via Láctea. No entanto, o complexo de nebulosas de reflexão catalogadas como NGC 6726, NGC 6727 e IC 4812 produz uma luminosidade azul característica através da reflexão da luz emitida pelas estrelas massivas e quentes azuis na poeira cósmica.

Além disso a poeira também esconde da nossa visão as estrelas que ainda estão no processo de formação.

À esquerda a nebulosa amarelada NGC 6729 envolve a jovem estrela variável R Coronae Australis.

Logo mais abaixo, arcos luminosos e vórtices causados pelas ondas de choque ejetadas pelas estrelas recém nascidas compõem os objetos Herbig-Haro.

http://www.chart32.de/images/objects/nebulae/NGC6726/NGC6726_13_chart.jpg

Objetos do panorama cósmico. Os NGC são nebulosas ou aglomerados globulares (NGC 6723, à direita e acima), os objetos HD são estrelas e os HH são objetos de Herbig Haro. GN 18.57.8 é uma nebulosa de reflexão. Estão marcadas também algumas estrelas da constelação tais como R CrA, T CrA e S CrA.

No céu este panorama cósmico ocupa cerca de 1 grau. Tal corresponde a uma área de quase 9 anos luz de diâmetro para a distância estimada deste berçário estelar.

Fonte

APOD: Stars and Dust in Corona Australis – Créditos © CHART32 TeamProcessamento – Johannes Schedler

._._.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!