«

»

nov 26

JPL libera a melhor imagem da lua Europa capturada pela Galileo

http://www.jpl.nasa.gov/spaceimages/details.php?id=PIA19048

Esta estonteante e intrigante imagem da superfície criogênica da lua Europa foi reprocessada nesta visão colorida a partir de dados da sonda Galileo em 1995 e 1998 na mais alta resolução possível. Créditos: NASA/Jet Propulsion Laboratory.

O Jet Propulsion Laboratory (JPL) liberou há alguns dias uma visão mais detalhada da lua oceânica de Júpiter, Europa.

A imagem nos parece bem familiar pois uma versão anterior foi publicada em 2001. Entretanto, a versão anterior tinha uma resolução bem mais baixa e um considerável enriquecimento artificial nas cores.

Agora, este novo mosaico nos dá a mais larga porção da superfície de Europa, com uma maior resolução e sem as alterações nas cores. Assim temos uma visão aproximada do que o olho humano pode ver nesta lua gelada.

Este mosaico de imagens foi capturado no final da década de 90 usando o equipamento da espaçonave Galileo, uma missão bem sucedida apesar dos problemas graves em sua antena de alto ganho. Os dados originais foram obtidos pelo Galileo Solid-State Imaging Experiment a partir de duas órbitas diferentes através das luas jovianas em 1995 e 1998.

Os astrônomos sugerem que as áreas que aparecem em azul e branco são gelo de água mais pura. As regiões polares (acima está o norte e embaixo o sul) são mais azuladas que as latitudes equatoriais, que são mais brancas.

O artigo do JPL explica que a variação é pensada ser devido as diferenças da granulação nestas das áreas.

As longas fendas e sulcos na superfície são interrompidas por terreno acidentado que indica uma crosta quebrada que congelou novamente.

Daí perguntamos: o que as fraturas e as marcações marrom-avermelhadas têm a nos dizer sobre a química do oceano de Europa e a possibilidade dos materiais ter sido reciclados, permutados entre o oceano subsuperficial e a crosta de gelo?

A NASA também liberou um novo vídeo (abaixo) explicando a razão do mérito de investigarmos as características das fraturas de Europa, considerando as evidências da existência de um salgado oceano subsuperficial e o potencial desta lua de possivelmente abrigar vida extraterrestre microbiana. É um lembrete vivido de como Europa é um alvo prioritário para a exploração espacial.

Fontes

Centauri Dreams: Our Best View of Europa

NASA/JPL: Europa’s Stunning Surface

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Esse blog é protegido!