«

»

mar 29

SDO: Vídeo mostra o Sol em rotação

Imagem que agrega visões do Sol em múltiplos comprimentos de onda ultravioleta extremo (EUV) pelo SDO em 30 03 2010. As 'cores-falsas' foram atribuídas para mostrar as diferentes temperaturas. Os tons vermelhos se referem a menores temperaturas (60.000K) e os azuis e verdes relacionam-se a altas temperaturas (1.000.000K). Crédito: NASA/missão SDO

Imagem que agrega visões do Sol em múltiplos comprimentos de onda ultravioleta extremo (EUV) pelo SDO. As ‘cores-falsas’ foram atribuídas para mostrar as diferentes temperaturas. Os tons vermelhos se referem a menores temperaturas (60.000K) e os azuis e verdes relacionam-se a altas temperaturas (1.000.000K). Crédito: NASA/missão SDO

O quanto muda o Sol enquanto ele gira? As mudanças podem variar do sutil para o dramático. Nas sequências de lapso de tempo, nosso Sol, capturado pelos sensores do Solar Dynamics Observatory (SDO), é mostrado ao longo do mês de janeiro de 2014.

Para ver o vídeo, clique abaixo e ligue o áudio para ouvir a música de fundo. Para ver mais detalhes, aumente a resolução do vídeo.

Na imagem maior à esquerda a cromosfera solar é examinada nas faixas de frequência do ultravioleta, enquanto primeira imagem menor acima e à esquerda mostra uma visão solar mais familiar, a sua fotosfera no visível.

As 5 outras destas 6 sequências mostram emissões de raios X a partir dos raros átomos de ferro localizados em diferentes alturas, na corona solar, em tons de falsa cor para acentuar as diferenças.

O Sol leva pouco menos de 1 mês para completar sua rotação e é mais veloz no seu equador.

Uma grande e ativa região de manchas solares surge logo depois do início do vídeo. Efeitos sutis incluem mudanças na textura superficial e nos formatos das regiões ativas.

Dramáticos efeitos visuais mostram numerosos flashes em regiões ativas além de vibrantes erupções proeminentes que são visíveis em volta da borda do Sol.

2014 é o ano onde o Sol está próximo do máximo solar, pico de sua atividade durante os 11 anos que dura seu ciclo magnético completo. No fim do vídeo, a mesma enorme região ativa surge novamente, mas, desta vez, se mostra ligeiramente diferente.

Fonte

APOD: The Sun Rotating – Créditos: Vídeo por SDONASA e Música digital por Kevin Gill (Apoapsys)

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Esse blog é protegido!