«

»

abr 14

Apollo 17: os astronautas comprovaram que fita adesiva é um equipamento mandatório na exploração espacial

Missão Apollo 17: rover reparado com fita adesiva, grampos e mapas descartáveis

Missão Apollo 17: rover reparado com fita adesiva, grampos e mapas descartáveis

Por que a Lua é tão cheira de poeira?

Na Terra as rochas são erodidas pelo vento e pela água, criando o solo e areia. Na Lua, uma longa história de bombardeio por  micrometeoritos tem atingido duramente a superfície rochosa criando uma camada de poeira fina e áspera de solo lunar ou regolito.

Rastros no solo lunar deixados pelo rover da Apollo 16, junto com as pegadas dos astronautas

Rastros no solo lunar deixados pelo rover da Apollo 16, junto com as pegadas dos astronautas

Apollo XVII

Embora os regolitos lunares possam ser interessantes para a pesquisa cientifica e até para a futura exploração industrial lunar, para os astronautas do programa Apollo, especificamente os da missão Apollo 17, Harrison Schmitt e Eugene Cernan a situação ficou bem complicada por causa da poeira. Os intrépidos exploradores tiveram que reparar os protetores do rover lunar em um esforço para se manterem protegidos e deixar sua engenhoca isolada do áspero e perigoso pó levantado pelas rodas do rover ao viajar pelo solo lunar. A primeira imagem acima revela a engenhosa aplicação de “fita adesiva” (duct tape) na solução do problema, junto com grampos e mapas não críticos para a missão.

“Duct Tape”

Apollo XIII

Devemos nos lembrar também do uso crítico da fita adesiva em 1970, que salvou a vida dos astronautas,  quando os filtros de ar do módulo de comando da  Apollo 13 falharam e foram substituídos pelos do  módulo lunar, os quais tinham um formato diferente e tiveram que ser adaptados de forma improvisada.

Apollo 13: unidade de filtragem de ar improvisada com ajuda de fita adesiva

Apollo 13: unidade de filtragem de ar improvisada com ajuda de fita adesiva

O ‘quebra-galho’, ou solução de contorno, foi desenvolvido com a inestimável ajuda da fita adesiva e outros utensílios a bordo da Apollo 13, com suporte da equipe terrestre que desenvolveu a criativa solução do problema.

Fontes:

APOD: Lunar Dust and Duct Tape Crédito: Apollo 17, NASA

NASA: Moondust and Duct Tape

Group to honor engineers who helped save Apollo 13

._._.

4 comentários

1 menção

Pular para o formulário de comentário

  1. zeca56

    Só uma observação sobre os filtros de ar da Apollo 13. Após o acidente, os astronautas tiveram que desligar o módulo de comando (CM) e se refugiaram no módulo lunar (LM), que passou a ser apelidado de bote salva-vidas. O LM foi dimensionado para suportar duas pessoas por pouco tempo (o tempo da alunissagem e manobras em órbita), por isso haviam poucos filtros redondos nele. Os filtros de ar do CM eram quadrados e prescisavam ser usados no LM, daí a necessidade de adaptá-los com fita adesiva e outros recursos.
    Agora imaginem o drama de uma missão para Marte, onde a loja de ferramentas mais próxima fica a mais de 100 milhões de km.

  2. Jose Ildefonso

    Mais evidências da importância da fita adesiva nas missões espaciais:

    http://www.ducttapeguys.com/NASA/index.html

  3. Baiano

    Realmente muito criativo, não só por parte dos astronautas em utilizar a fita adesiva, como por parte da matéria.

    Silver Tape: uma das maiores invenções da humanidade !!!

  1. Harrison Schmitt e o jipe lunar da missão Apollo 17 na borda da Cratera Shorty » O Universo - Eternos Aprendizes

    […] Esta imagem panorâmica foi capturada por Eugene Cernan quando ele e Harrison Schmitt se aventuravam na exploração da superfície do vale lunar. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!