«

»

jan 05

Fantástica precisão! Thierry Legault mostra o inédito duplo eclipse de 4 de janeiro

Dois maiores satélites da Terra em trânsito: a Lua e a Estação Espacial Internacional. Notável precisão. Crédito©: Thierry Legault

Os observadores do céu espalhados pela Europa, Norte da África e Ásia Central se mobilizaram para acompanhar o primeiro eclipse do ano novo em 4 de Janeiro, um eclipse parcial do Sol. No entanto, cabe destacar o notável feito do fotógrafo Thierry Legault que viajou para as vizinhanças de Muscat, capital de Oman para capturar ao mesmo tempo dois eclipses naquela data.

Thierry Legault planejou meticulosamente e calculou em que posição seria possível fotografar por um rápido momento tanto a Lua durante o eclipse parcial quanto a silhueta da Estação Espacial Internacional cruzando o Sol.

Esta precisa exposição do Sol, com velocidade de 1/5.000 de segundo está disponível aqui, capturando os dois maiores satélites do planeta Terra contra o brilhante disco solar (um artificial e outro natural, é claro).

Cálculos complexos e precisos

Durante a evolução do eclipse em andamento, a Estação Espacial Internacional (acima e à esquerda do centro da imagem) cruzou o disco solar em menos de 1 segundo (0,86s), cerca de 500 km da lente telescópica da câmera de Thierry.

Imagine agora as contas complicadas que Thierry teve que fazer antes para conseguir alinhar sua câmera no momento certo. Considere que a Lua está a 390.000 km de distância e o Sol a 147.000.000 km além, isto é, o Sol é 400 vezes maior que a Lua mas está 400 vezes mais distante. A ISS (Estação Espacial Internacional), por sua vez, tem 100 metros de diâmetro e orbita a 350 km acima da superfície terrestre. A Lua orbita 1.000 vezes mais distante que a ISS no momento da foto e o Sol 400.000 vezes mais distante.

Nesta nítida imagem podemos apreciar também algumas escuras manchas solares bem definidas.

Thierry Legault no Sultanato de Omã. Equipamento: refrator Takahashi FSQ-106ED, montagem EM-10, câmera Canon 5D mark II. Velocidade de exposição = 1/5000s / sensibilidade = 100 ISO.

Veja outras fantásticas fotos do Sol capturadas por Thierry Legault em: Novas manchas solares? Não! São a Atlantis e o Hubble em trânsito.

Fontes

APOD: Eclipsing  the Sun – Crédito ©: Thierry Legault

Discover/Bad Astronomy blog: INSANELY awesome solar eclipse picture

Discovery (Ian O’Neill): SPECTACULAR SPACE STATION SOLAR ECLIPSE TRANSIT : BIG PIC

._._.

1 comentário

  1. Foto muito precisa, o cara é um gênio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!