«

»

dez 13

O misterioso Loop de Arp e a M81

M81 e o Loop de Arp. Crédito: R. Jay GaBany

A grande e belíssima espiral M81 (NGC 3031) é uma das galáxias mais brilhantes no céu terrestre e tem tamanho semelhante ao da nossa Via Láctea. M81 reside a 11,8 milhões de anos luz na direção da constelação boreal da Ursa Maior e é o objeto principal do grupo de galáxias também chamado de M81.

Esta imagem de campo profundo revela detalhes do seu núcleo brilhante amarelado cercado de facetas mais tênues dispersas ao longo do portentoso conjunto de braços espirais azulados e vigorosas trilhas de poeira cósmicas.

Estrutura expansiva em arco detectada por Halton Arp

M81 segue um expansiva estrutura em formato de arco, denominada Loop de Arp, que parece crescer a partir à direita do disco galáctico. O objeto foi descoberto em 1965 pelo astrônomo Halton Arp, ao examinar chapas fotográficas produzidas pelo telescópio de  48-polegadas Schmidt, em Monte Palomar. Estudado amplamente desde então, estima-se que o Loop de Arp provavelmente seja um rabo de maré, uma estrutura cósmica formada de material extraído da galáxia M81 pela interação gravitacional com o seu gigante vizinho galáctico M82 (NGC 3034).

Esta imagem das vizinhanças da M81 em negativo facilita a visualização do Loop de Arp, que se estende de alto até abaixo à direita da foto. Crédito: Cromotography.com

No entanto, investigações recentes demonstram que a maior parte do Loop de Arp provavelmente ainda reside dentro da própria galáxia M81.

A companheira anã da M81, catalogada como Holmberg IX, pode ser vista logo acima, à esquerda da grande espiral. Nos céus, esta imagem representa cerca de 0,5 graus, aproximadamente o tamanho da Lua Cheia.

Há semelhanças entre o Loop de Arp e as nebulosas de Mandel Wilson da Via Láctea?

Além da estrelas próximas da Via Láctea, as nuvens de poeira cósmica galáctica se apresentam na frente desta notável vista da M81. Algumas destas nuvens que se interpõem entre nós e as vizinhanças da M81 fazem parte do catálogo de Mandel e Wilson.

Os astrônomos notaram que as cores do Loop de Arp tanto no espectro luz visível quanto no espectro infravermelho combinam com as cores das nuvens de poeira invasivas que compõem o cirrus galáctico relativamente inexplorado que reside a algumas centenas de milhares de anos-luz acima do disco da nossa Via Láctea. Tratam-se de algumas das nebulosas fluxo integrado de Mandel Wilson, retratadas na imagem abaixo:

Nebulosas de Mandel Wilson e a galáxia M81. Créditos: D.J. Schlegel, D.P. Finkbeiner, & M. Davis

Nebulosas de Mandel Wilson pertencentes ao halo da nossa galáxia. Ao centro vemos a galáxia M81. Créditos: D.J. Schlegel, D.P. Finkbeiner, & M. Davis

Para saber mais sobre o combate cósmico travado entre a M81 e a M82 leia: Galáxias em Guerra: M81 contra M82 fotografadas por Rainer Zmaritsch e Alexander Gross

Fontes e referências

Cosmotography.com: A multi-wavelength analysis of M81: Insight on the nature of Arp’s Loop

APOD: M81 and Arp’s Loop – Créditos©: R Jay GaBany, A. Sollima (IAC), A. Gil de Paz (U. Complutense Madrid) D. Martínez-Delgado (IAC, MPIA), J.J. Gallego-Laborda (Fosca Nit Obs.) e T. Hallas (Hallas Obs.)

Galáxias em Guerra: M81 contra M82 fotografadas por Rainer Zmaritsch e Alexander Gross

Artigo científico

A Multi-wavelength analysis of M81: insight on the nature of Arp’s loop

._._.

2 menções

  1. Arp 159 e NGC 4725 por Stephen Leshin

    […] galáxia menor distorcida à direita, a NGC 4747, a entrada número 159 no catálogo Arp de galáxias peculiares, mostra sua extensa cauda indicativa de fortes interações gravitacionais […]

  2. Arp 159 e NGC 4725 por Stephen Leshin » O Universo - Eternos Aprendizes

    […] galáxia menor distorcida à direita, a NGC 4747, a entrada número 159 no catálogo Arp de galáxias peculiares, mostra sua extensa cauda indicativa de fortes interações gravitacionais […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!