«

»

Hubble e o Quinteto de Stefan

O primeiro grupo compacto galáctico identificado, o Quinteto de Stefan (Stephan’s Quintet), aparece aqui nesta deslumbrante imagem construída a partir de dados dos arquivos do Hubble (Hubble Legacy Archive).

Deste quinteto apenas quatro galáxias estão verdadeiramente ligadas gravitacionalmente entre si em um bale cósmico com repetidos encontros. O grupo de 4 das 5 galáxias situa-se a 300 milhões de anos luz de distância da Terra. O Quinteto de Stefan reside na direção da constelação de Pegasus.

Stephan’s Quintet: NGC7317, NGC7318A, NGC7318B, NGC7319, NGC7320, NGC 7320C

Entretanto, descobrir qual é a galáxia que não pertence ao grupo fechado é relativamente fácil de discernir. As quatro galáxias interativas (NGC 7319, 7318A, 7318B e 7317) tem traços amarelados e tendem a apresentar distorcidos rabos e contornos, corrompidas pela influência das poderosas e destrutivas marés gravitacionais.

A galáxia azulada NGC 7320 (no canto inferior esquerdo) apresenta um menor desvio para o vermelho (790 km/s), enquanto as outras quatro apresentam grandes desvios para o vermelho (perto de 6.600 km/s). Uma vez que o desvio para o vermelho (em inglês: redshift) é proporcional à distância, a NGC 7320 é apenas uma projeção de primeiro plano a ~39 milhões de anos-luz a partir da Terra em relação aos 210 a 340 milhões de anos luz das demais galáxias em interação. Assim, A galáxia maior e azulada NGC 7320 reside bem mais perto de nós, muito longe das demais para sofrer qualquer influência gravitacional.

Além disto, há estrelas individuais na galáxia próxima que podem ser resolvidas pela aguçada visão do Hubble e isto nos dá outra pista de que a NGC 7320 não faz parte efetiva do quinteto.

Fonte

APOD: Stephan’s QuintetImage Data: Hubble Legacy Archive, ESA, NASA; Processing: Hunter Wilson

 

1 comentário

  1. Stephane

    Magnífico.

Deixe uma resposta