Arquivo por mês: outubro de 2010

out 31

Quais as conseqüências ambientais de um impacto de asteróide no oceano?

É bom vermos que o tema “Deflexão de Asteroides” tem aparecido ocasionalmente nas notícias, graças aos esforços de pessoas como o ex-astronauta Russel Louis ‘Rusty’ Schweickart. Ele acumula esforços tanto como co-presidente da “Força-Tarefa em Defesa Planetária” do Conselho Consultivo da NASA quanto em seu trabalho na entidade sem fins lucrativos, a Fundação B612.

Continue lendo »

out 30

Sh2-136: Vultos fantasmagóricos espreitam nos céus na constelação de Cepheus

Vemos na imagem acima formas assustadoras que parecem assombrar esta vastidão estrelada, vagando noite adentro, na constelação de Cepheus (Cefeu).

Continue lendo »

out 29

25% dos sóis podem ter exoplanetas como a Terra?

Sistemas solares semelhantes ao nosso podem ser comuns no Universo? Cerca de 23% das estrelas semelhantes ao Sol provavelmente contém um exoplaneta do tamanho da Terra orbitando em torno delas, apontou a pesquisa realizada pelos astrônomos Geoffrey Marcy e Andrew Howard da Universidade da Califórnia em Berkeley (EUA), publicada na revista Science. A equipe selecionou …

Continue lendo »

out 28

MWP1: nebulosa planetária anciã desafia as teorias da evolução estelar

Esta encantadora e simétrica nebulosa planetária catalogada como MWP1 reside a cerca de 4.500 anos-luz da Terra na constelação boreal de Cygnus (o Cisne). Trata-se de uma das maiores nebulosas planetárias conhecidas, com um diâmetro de 15 anos-luz.

Continue lendo »

out 27

Pulsar massivo recém descoberto bate recorde de massa e desafia astrofísica

Uma equipe de astrônomos descobriu a mais massiva estrela de nêutrons já medida, através do Telescópio Green Bank do NSF (National Science Foundation). A existência de tal objeto trás impactos em vários campos da astrofísica. “Esta é uma estrela de nêutrons com duas vezes a massa do Sol (massa estimada = 1,97 ± 0,04 M☼), 13% mais …

Continue lendo »

out 25

O berçário estelar NGC 7822 na constelação de Cepheus revelado por Neil Fleming

Um belo panorama cósmico revelado por Neil Fleming Pilares cósmicos compostos de gases e poeira juntam-se as estrelas jovens e brilhantes para preencher a ‘escancarada boca’ da nebulosa NGC 7822, dentro da ampla região ativa Sharpless 171. Residente às bordas de uma gigantesca nuvem molecular na direção norte da constelação de Cepheus, este fulgurante berçário estelar …

Continue lendo »

out 24

Sobre as atmosferas dos exoplanetas, o que sabemos? E o que não sabemos?

O que acontece na atmosfera de um mundo gravitacionalmente amarrado na zona habitável de uma anã vermelha? Há um trabalho sólido que sugere através de simulações que há condições de habitabilidade a existir por lá, mas também é verdade que estamos na fase inicial das investigações e ainda não temos exemplos concretos para trabalharmos. Tirar …

Continue lendo »

out 23

Os Blazares e os jatos relativísticos

Jatos polares são freqüentemente encontrados em torno de objetos cósmicos com discos de acresção em rotação. Nós observamos a presença dos jatos tanto em estrelas recém nascidas como nos mortos pulsares (estrelas de nêutrons). Contudo, os jatos polares mais poderosos são os originados pelos discos de acresção ao redor dos buracos negros, sejam eles os …

Continue lendo »

out 21

Dupla de astrônomos sugere que as Nuvens de Magalhães são galáxias roubadas de Andrômeda pela Via Láctea

As galáxias vizinhas Grande Nuvem de Magalhães e Pequena Nuvem de Magalhães são objetos peculiares, em geral consideradas como “pontos fora da curva” dentro do bem comportado conjunto de galáxias satélites que gravitam em volta da Via Láctea.

Continue lendo »

out 20

ESO usa o Very Large Telescope para investigar a galáxia mais distante conhecida

Uma equipe de astrônomos europeus utilizou o Very Large Telescope (VLT) do ESO para medir a distância à galáxia mais distante conhecida até hoje. Ao analisar cuidadosamente a fraca luminosidade da galáxia, a equipe descobriu que está na realidade a observar esta galáxia quando o Universo tinha apenas 600 milhões de anos (o que corresponde …

Continue lendo »

Posts mais antigos «