«

»

set 28

A sonda LRO revela imagens com detalhes inéditos do Polo Sul lunar

Mosaico do Pólo Sul mostrando locais de crateras grandes capturado pela WAC. O local do impacto da sonda LCROSS está marcado com um "X". A largura do mosaico é de aproximadamente 600 km. Clique na imagem para acessar a versão de alta resolução. Créditos: NASA / GSFC / Arizona State University

Mosaico do Pólo Sul mostrando locais de crateras grandes capturado pela WAC. O local do impacto da sonda LCROSS está marcado com um "X". A largura do mosaico é de aproximadamente 600 km. Acima temos o nearside (lado voltado para a Terra) e abaixo o farside (face oculta da Lua). Clique na imagem para acessar a versão de alta resolução. Créditos: NASA / GSFC / Arizona State University

O Pólo Sul lunar é um dos lugares mais atraentes em todo o Sistema Solar. Esta região da Lua é importante tanto para cientistas quanto para os engenheiros da equipe de planejamento da futura missão de exploração lunar.

Uma região muito importante a explorar

Os maciços imponentes do Bacia Aitken do Pólo Sul podem ser acessados e contém os fragmentos causados pelo derretimento da sonda de impacto LCROSS que permitirá aos cientistas determinar sem ambigüidade a idade desta enorme bacia. Além disso, suas crateras permanentemente sombreadas podem estar conter reservatórios de gelo e outros compostos voláteis que poderiam servir como recursos extremamente valiosos para futuros exploradores humanos.

Adicionalmente, esses depósitos de componentes voláteis podem conter um registro histórico inestimável da composição da água primordial do nosso Sistema Solar. Tal consiste em um conjunto de dados incomparável para investigações da astrobiologia.

Finalmente, alguns picos montanhosos próximos do pólo (a oeste e a leste da borda da cratera Shackleton) são iluminados por longos períodos de tempo, fornecendo energia solar praticamente continua que seria necessária para a operação econômica de um permanente entreposto avançado lunar.

Mosaico do Pólo Sul mostrando locais de crateras grandes capturado pela WAC. O local do impacto da sonda LCROSS está marcado com um "X". A largura do mosaico é de aproximadamente 600 km. Versão original, sem anotações. Créditos: NASA / GSFC / Arizona State University

Mosaico do Pólo Sul mostrando locais de crateras grandes capturado pela WAC. O local do impacto da sonda LCROSS está marcado com um "X". A largura do mosaico é de aproximadamente 600 km. Versão original, sem anotações. Créditos: NASA / GSFC / Arizona State University

O dispositivo WAC fotografa o pólo a cada duas horas

Quando a LRO passa sobre o pólo a cada duas horas, o dispositivo WAC da LROC captura uma imagem e apos um mês um conjunto de imagens que cobrem toda a região polar é obtido (80 ° S a 90 ° S).

Este mosaico contém 288 imagens feitas ao longo de um mês. Você pode ver quando o mês começou e terminou em cerca de 90 ° de longitude Este (note como a iluminação se alterou). Esta posição a borda da cratera Shackleton parece incoerente. No entanto, se você olhar de perto, poderá notar que o Sol veio de lados opostos para algumas porções do mosaico, resultando em lados opostos iluminadas das paredes das crateras em algumas imagens.

À medida que a missão progride, o WAC capta imagens do pólo para toda a gama de estações do ano. Mais mosaicos dos pólos serão divulgados em breve.

Explore o conjunto WAC mosaico Pólo Sul em resolução máxima.

Fonte

LROC: The Lunar South Pole

._._.

1 menção

  1. A Lua pode ainda ter resquícios de atividade vulcânica? » O Universo - Eternos Aprendizes

    […] a existência de dúzias de pequenas formações rochosas detectadas pelo olhar preciso da sonda LRO (Lunar Reconnaissance Orbiter) da NASA foram originados pela lava expelida não mais que 100 […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!