«

»

set 16

A Nebulosa do Véu revelada por Martin Pugh

https://apod.nasa.gov/apod/image/1009/Veil_pugh.jpg

A Nebulosa do Véu por Martin Pugh

‘Cygnus Loop’

Extremamente delicada em sua aparência, a Nebulosa do Véu é um objeto composto de filamentos de gás aquecido por ondas de choque, visível na direção da constelação do Cisne (Cygnus).

Esta nebulosa é, de fato, uma remanescente de supernova, uma nuvem em expansão resultante da explosão de uma estrela massiva, milhares de anos atrás.

Uma remanescente de supernova com 5.000 anos de idade

Os cálculos realizados pelos astrofísicos da velocidade da expansão indicam que a luz original desta formidável explosão cósmica provavelmente atingiu a Terra há 5.000 anos.

Também conhecida como ‘Cygnus Loop’, a Nebulosa do Véu se espalha por quase 3 graus nos céus, cerca de 6 vezes o diâmetro da Lua cheia. Tal tamanho se traduz em um diâmetro de mais de 70 anos luz a uma distância de 1.500 anos luz da Terra.

A Nebulosa Vassoura da Bruxa e a estrela 52 Cygnus. Créditos: T. A. Rector (U. Alaska), WIYN, NOAO, AURA, NSF

A Nebulosa Vassoura da Bruxa e a estrela 52 Cygnus. Créditos: T. A. Rector (U. Alaska), WIYN, NOAO, AURA, NSF

De fato, este véu cósmico é tão grande que algumas de suas partes são reconhecidas como 3 nebulosas distintas:

  1. A nebulosa “Vassoura da Bruxa” (Witch’s Broom – NGC 6960), na parte inferior desta maravilhosa visão celeste. A frente da NGC 6960 está em destaque a brilhante estrela 52 Cygni, classe G9.5III, que não está associada a este complexo de nebulosas, pois dista da Terra 206 ± 8 anos luz;
  2. O “Triângulo de Pickering” (Pickering’s Triangle – NGC 6979), abaixo e à direita do centro;
  3. A ‘nebulosa assombrada’ IC 1340, no topo da imagem.

O Triângulo de Pickering

O Triângulo de Pickering é um componente da Nebulosa do Véu que homenageia o famoso astrônomo de mesmo nome. A imagem abaixo é um mosaico capturado pelo telescópio Mayall de 4 metros pertencente ao Kitt Peak National Observatory no Arizona, EUA.

O Triângulo de Pickering – Créditos: T. Rector (U. Alaska Anchorage), H. Schweiker, WIYN, NOAO, AURA, NSF

O Triângulo de Pickering – Créditos: T. Rector (U. Alaska Anchorage), H. Schweiker, WIYN, NOAO, AURA, NSF

Fontes

APOD:

._._.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!