«

»

ago 31

TED: O astrônomo Dimitar Sasselov explica sobre astrobiologia, o programa Kepler e a intrigante busca por exoplanetas similares a Terra

Dimitar Sasselov falando no TED em julho de 2010

Dimitar Sasselov falando no TED em julho de 2010

Em julho de 2010, o astrônomo Dimitar Sasselov proferiu uma apresentação no TED sobre astrobiologia e o programa Kepler de busca por exoplanetas.

Para assistir com legendas clique em “view subtitles” e escolha a língua de sua preferência.

A Polêmica

As declarações da equipe do Kepler geraram grande comoção e alguns mal entendidos não só na comunidade científica como entre os leigos interessados. Devemos prestar atenção ao que Sasselov disse, como destacou Carlos Oliveira no AstroPT:

Aos 8:20, ele mostra a imagem de cima em powerpoint, diz que é um resultado estatístico (MUITO IMPORTANTE), diz que são candidatos (MUITO IMPORTANTE), e aos 8:46 mostra a outra imagem de cima em powerpoint, dizendo que há 700 candidatos a exoplanetas e que nos próximos anos os iremos detectar/confirmar. Diz também que 140 destes serão mais ou menos do tamanho da Terra. Aos 9:29 mostra outra imagem de powerpoint em que diz que haverá 100 milhões de planetas habitáveis, e que nos próximos anos poderemos descobrir 60.

Prossegue Carlos Oliveira enfático:

Ou seja, NÃO se descobriu, mas espera-se descobrir e confirmar vários desses planetas nos próximos anos.
É fenomenal haver tantos candidatos!
Muitos deles serão certamente planetas!
E vários deles serão do tamanho da Terra!
Fantástico!!!
Mas isto já tinha sido anunciado em Junho! Leiam este nosso post.
E ninguém está a dizer que já estão confirmados, que são como a Terra, que têm terra e água, ou disparates do género! Isso foram invenções jornalísticas!

Leia o resto do post lá no AstroPT: Exoplanetas – os erros jornalísticos

Quem é Dimitar Sasselov?

Dimitar Sasselov é um astrônomo que explora a interação entre a luz e a matéria. Ele estuda, entre outras coisas, os planetas extra-solares e atualmente atua como co-investigador da missão Kepler da NASA, que está a acompanhar 156 mil estrelas em uma caçada de três anos pelos exoplanetas, incluindo mundos gigantes do tamanho de Júpiter. Sasselov cronometra os exoplanetas, olhando o trânsito, o ato de um planeta que passa em frente da face visível de sua estrela, diminuindo sua luz e mudando sua assinatura química.

Dimitar Sasselov, professor de astronomia e diretor -  Harvard Origins of Life Initiative

Dimitar Sasselov é professor de astronomia e diretor da Harvard Origins of Life Initiative. Ele é um dos membros do time do observatório Kepler que monitora 156.000 estrelas nas constelações de Cygnus e Lyra na busca por exoplanetas.

Sasselov é também o diretor de Harvard Origins of Life Initiative, um instituto interdisciplinar que une os biólogos, químicos e astrônomos na busca pela origem da vida na Terra (e possivelmente outros planetas).

O que é um astrônomo faz, procurando as origens da vida, uma questão freqüentemente trabalhada por biólogos?

Sasselov sugere que as condições planetárias são o viveiro da vida. Assim, conhecer a composição e condições de outros planetas nos dará pistas, talvez, a forma como a vida poderia se formar. Quando descobrirmos novos planetas que possam abrigar vida, termos uma definição de vida nos ajudará a desenhar possíveis novas formas para estes mundos. Outros membros do instituto, como o biólogo George Church e químico George Whitesides desenvolvem um trabalho sobre esta questão por outros ângulos, procurando (e construindo) modelos de biologias alternativas que possam suportar condições favoráveis a vida em outras partes do Universo.

Para saber mais, leia:

AstroPT: Exoplanetas – os erros jornalísticos

Link direto para a palesta no TED:

http://www.ted.com/talks/lang/por_br/dimitar_sasselov_how_we_found_hundreds_of_potential_earth_like_planets.html

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!