«

»

abr 30

Stephen Hawking coloca grandes questões sobre o Universo

Stephen Hawking no TED, disse: "Por toda a minha vida eu tenho procurado entender o Universo e achar respostas para essas perguntas. Eu tive muita sorte de que a minha incapacitação não tem sido um obstáculo muito sério; na verdade, talvez ela tenha me dado mais tempo que a maioria das pessoas para seguir em busca de conhecimento."

Stephen Hawking no TED, disse: “Por toda a minha vida eu tenho procurado entender o Universo e achar respostas para essas perguntas. Eu tive muita sorte de que a minha incapacitação não tem sido um obstáculo muito sério; na verdade, talvez ela tenha me dado mais tempo que a maioria das pessoas para seguir em busca de conhecimento.”

Em 2008 o gênio Stephen Hawking proferiu esta palestra para o TED. Nesta ocasião Hawking abordou 5 questões interessantes sobre o Universo em que vivemos, a existência de vida extraterrestre e nosso destino:

  1. De onde nós viemos?
  2. Como o Universo veio a surgir?
  3. Estamos sozinhos no Universo?
  4. Existe vida alienígena lá fora?
  5. Qual é o futuro da raça humana?

Clique no botão ‘view subtitles’ e escolha a língua para a legenda de sua preferência.

Abaixo está a transcrição da fala no evento do TED, traduzida para o Português (Brasil) por Gustavo Amorim e revisada por Julia Fernandez:

Não há nada maior ou mais antigo que o universo. Algumas perguntas sobre as quais eu gostaria de falar são: De onde nós viemos? Como o universo veio a surgir? Estamos sozinhos no universo? Existe vida alienígena lá fora? Qual é o futuro da raça humana?

Até a década de 1920, todos pensavam que o universo era essencialmente estático e imutável no tempo. Então se descobriu que o universo estava se expandindo. Galáxias distantes estavam se afastando de nós. Isso significa que elas devem ter estado mais próximas no passado. Se nós extrapolarmos, veremos que nós todos estivemos uns sobre os outros há 15 bilhões de anos. Esse foi o Big Bang, o começo do universo.

Mas existia alguma coisa antes do Big Bang? Se não, o que criou o universo? Por que o universo emergiu do Big Bang da maneira que o fez? Nós costumávamos pensar que a teoria do universo poderia ser dividida em duas partes. Primeiro, haveriam as leis como as equações de Maxwell e a relatividade geral que determinariam a evolução do universo, dado o seu estado em todo espaço num dado momento. E segundo, não havia questionamento sobre o estado inicial do universo.

Nós fizemos progressos na primeira parte, e agora temos conhecimento sobre as leis da evolução em todas exceto as mais extremas condições.Mas até recentemente, nós tínhamos pouca idéia sobre as condições iniciais do universo. No entanto, essa divisão entre leis da evolução e condições iniciais depende do tempo e do espaço serem separados e distintos. Sob condições extremas, a relatividade geral e a teoria quânticapermitem que o tempo se comporte como outra dimensão do espaço. Isso remove a distinção entre tempo e espaço e significa que as leis da evolução também podem determinar o estado inicial. O universo pode criar a si mesmo a partir do nada.

Além disso, nós podemos calcular a probabilidade de que o universo tenha sido criado em estados diferentes. Essas previsões estão em excelente acordo com as observações feitas pelo satélite WMAP da radiação cósmica de fundo, que é uma marca do universo extremamente jovem. Nós achamos já ter resolvido o mistério da criação. Talvez devêssemos patentear o universo e cobrar royalties de todos pela sua existência.

Eu agora me dirijo para a segunda grande questão: Estamos sozinhos, ou existem outras formas de vida no universo? Nós acreditamos que a vida surgiu espontaneamente na Terra, então deve ser possível que a vida tenha aparecido em outros planetas apropriados, os quais aparentam existir em grande quantidade na galáxia.

Mas nós não sabemos como a vida inicialmente surgiu. Nós temos dois dados de evidência observacional sobre a probabilidade do surgimento de vida. O primeiro é que nós temos fósseis de algas de 3,5 bilhões de anos atrás. A Terra surgiu há 4,6 bilhões de anos e era provavelmente quente demais durante aproximadamente o primeiro bilhão de anos. Então a vida apareceu na Terra dentro do meio bilhão de anos em que era possível, o que é um tempo muito curto comparado aos dez bilhões de anos de tempo de vida de um planeta do mesmo tipo que a Terra. Isso sugere que a probabilidade de aparecimento de vida é razoavelmente alta. Se fosse muito baixa, seria de se esperar que levasse a maior parte dos dez milhões de anos disponíveis.

No entanto, nós ainda não fomos visitados por alienígenas. Eu estou descartando os relatos de OVNIs. Por que eles apareceriam apenas para loucos e esquisitos? Se realmente existe uma conspiração governamental para suprimir os relatos e manter para si mesmo o conhecimento científico trazido pelos alienígenas, essa parece ter sido uma política um tanto ineficiente até o momento. Além disso, apesar de uma extensa procura pelo projeto SETI, nós não ouvimos nenhum programa de televisão alienígena até o momento. Isso provavelmente indica que não existem civilizações alienígenas no nosso estágio de desenvolvimento dentro do raio de algumas centenas de anos luz de nós. Emitir uma apólice de seguro contra abduções alienígenas aparenta ser uma aposta segura.

Isso me leva à última das grandes questões: O futuro da raça humana. Se nós somos os únicos seres inteligentes na galáxia, nós deveríamos nos assegurar de que sobreviveremos e continuaremos. Mas nós estamos entrando num período gradativamente mais perigoso de nossa história.Nossa população e nossa utilização dos recursos finitos do planeta Terra estão crescendo exponencialmente, assim como nossa habilidade técnica de modificar o ambiente para o bem ou para o mal. Mas nosso código genético ainda carrega os instintos egoístas e agressivosque foram vantajosos para nossa sobrevivência no passado. Já será difícil o suficiente evitar o desastre durante as próximas centenas de anos,quanto mais os próximos milhares ou milhões.

Nossa única chance de sobrevivência a longo prazo é não permanecermos escondidos no planeta Terra, mas nos espalhar pelo espaço. As respostas a essas grandes perguntas mostram que nós fizemos progresso admirável nos últimos cem anos. Mas se quisermos continuar além dos próximos cem anos, nosso futuro está no espaço. É por isso que eu sou a favor da exploração tripulada — ou devo dizer, exploração humanizada do espaço.

Por toda a minha vida eu tenho procurado entender o universo e achar respostas para essas perguntas. Eu tive muita sorte de que a minha incapacitação não tem sido um obstáculo muito sério; na verdade, talvez ela tenha me dado mais tempo que a maioria das pessoas para seguir em busca de conhecimento. O objetivo final é uma teoria completa do universo, e nós estamos fazendo um bom progresso. Obrigado por ouvir.

Chris Anderson: Professor, se você tivesse que supor, você acredita, agora, que é mais provável que nós estejamos sozinhos na Via Láctea, como uma civilização com nosso nível de inteligência ou maior? Essa resposta levou sete minutos, e realmente me deu uma compreensão do quanto essa palestra dada para o TED foi um incrível ato de generosidade.

Stephen Hawking: Eu acho que é muito provável que nós somos a única civilização dentro de várias centenas de anos-luz; caso contrário já teríamos ouvido ondas de rádio. A alternativa é que civilizações não duram muito tempo, e acabam destruindo a si mesmas. CA: Professor Hawking, obrigado por essa resposta. Nós a levaremos em conta como uma grande advertência, eu penso, para o decorrer de nossa conferência essa semana. Professor, nós realmente agradecemos pelo extraordinário esforço que você fez para compartilhar suas questões conosco hoje.Realmente, muito obrigado. (Aplausos)

Vejam também sobre as opiniões mais recentes de Hawking no AstroPT: Hawking avisa: não falem com ETs, Extraterrestres de Hawking e Viajar no Tempo com Stephen Hawking

Fontes e referências

Stephen Hawking asks big questions about the universe

A fala foi traduzida para o Português (Brasil) por Gustavo Amorim e revisada por Julia Fernandez

AstroPT:

._._.

3 comentários

5 menções

  1. migueljrarts.blogspot.com

    Li atentamente as declarações de Stephen – grande cientista. Realmente se houvesse vida altamente desenvolvida há algumas centenas de anos-luz, já teriam entrado em contato, porém deve existir, mas ainda não como nós. E acredito que existam igual ou tecnologicamente superiores, porém bem mais longe. Abraço.

  2. Bom dia, em outro post sobre existir vida ou não o mesmo mestre hawking, falou sobre que deveriamos nos precaver de um futuro contato extra-terrestre e ele por um lado estava certo, pois se os outros tiverem o mesmo pensamento que nós eles nos destruiriam facilmente pois dada a distancia entre as extrelas e os seus planetas teria de ter uma tecnologia muito superior a nossa.
    Exelente post ROCA mas tem muita coisa ainda obscura no nosso passado sobre a nossa complexa criação, assim como um todo.
    Como diz o grande mestre Estamos sós no universo?
    E também o mestre Däniken Eram os Deuses astronautas?
    Sei que muito ceticismo rola e venho estudando muito sobre a nossa historia e agora estão descobrindo cada vez mais coisas sobre nosso passado, que o homem moderno coexistiu com outros homideos, dados cientificamente sendo comprovados e que muitos paradigmas vão cair por terra. Mas aguardaremos. A nossa vida aqui está com os dias contados, literalmente se não tomarmos cuidado com nosso raro e unico planeta.
    Um grande abraço.

  3. Décio

    Oi, é o Décio. Assunto Cosmologia, concepção do “logos”,etc…
    Temos algo a trasmitir ( eis uma das nossas angústias: Em poucas palavras, a ciência moderna nos informa que o espaço-tempo é finito, contudo sem limite).
    Sob o ponto de vista analítico sugerimos um processo de passagem ao limite que não depende da geometria. E, para tanto, contamos com os recursos Alan Guth e integrais múltiplas.
    Aguardamos a sua visita.
    Faça o seu comentário. Desde já agradecemos.

  1. Por que temos medo de extraterrestres? (parte 1) « O Universo – Eternos Aprendizes

    […] meses atrás, o famoso físico e cosmologista britânico Stephen Hawking compartilhou suas visões sobre as inteligências extraterrestres (IETs), com os seres inteligentes […]

  2. Poderiam realmente os alienígenas invadir a Terra? Como? « Eternos Aprendizes

    […] os especialistas, como Stephen Hawking, Seth Shostak e David Morrisson, que dedicaram suas carreiras a um estudo cuidadoso das […]

  3. Blog de Astronomia do astroPT » Uma Breve História do Tempo

    […] (escolham a opção de “subtitles” em português). (transcrição das suas palavras, aqui) […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!