«

»

mar 19

Lunokhod 2: jipe robótico lunar soviético foi finalmente encontrado a partir de imagens da LRO

Usando imagens da sonda da NASA LRO, a localização do rover lunar russo (seta grande branca), Lunokhod 2, foi identificada por Phil Stooke. As setas menores mostram a trilha seguida pelo jipe de exploração lunar. Crédito: NASA / GSFC / ASU / Sergei Gerasimenko / Sasha Basilevsky

Usando imagens da sonda da NASA LRO, a localização do rover lunar russo (seta grande branca), Lunokhod 2, foi identificada por Phil Stooke. As setas menores mostram a trilha seguida pelo jipe de exploração lunar. Crédito: NASA / GSFC / ASU / Sergei Gerasimenko / Sasha Basilevsky

Usando imagens capturadas pela sonda robótica LRO (Lunar Reconnaissance Orbiter) da NASA, a localização exata do veículo lunar russo, Lunokhod 2, foi finalmente identificada na Lua. O rover-lunar russo foi o segundo das duas sondas robóticas não tripuladas soviéticas e sua localização exata até então era incerta. O Lunokhod 2 encerrou sua operação na Lua em 4 de junho de 1973, há quase 37 anos.

Lunokhod 2

Lunokhod 2

A caça ao Lunokhod 2

Foi um investigador da Universidade de Western Ontário que ajudou a localizar a posição exata do Lunokhod 2 e resolver esta questão da história da exploração lunar, utilizando apenas imagens liberadas pela NASA e os mapas de seu próprio atlas da Lua.

Phil Stooke, professor do Departamento de Física e Astronomia e Geografia na Universidade de Western Ontário, havia publicado um livro de referência importante na exploração lunar em 2007, intitulado “O Atlas Internacional de Exploração Lunar“.

Em 15 de março, imagens e dados da sonda Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) foram postados online. Usando seu atlas e as novas imagens da câmera LROC, Stooke identificou as trilhas do caminho seguido pelo Rover russo Lunokhod 2.

Este robô foi o segundo de dois jipes lunares que o programa não tripulado da União Soviética espaço enviou para a Lua. O robô Lunokhod 2 chegou à superfície lunar em 15 de janeiro de 1973. Depois de vários meses de êxito na exploração, o contacto com o jipe robô foi perdido. Em 4 de junho de 1973, foi anunciado que esta missão estava concluída.

O rover lunar Lunokhod 2 foi entregue pela espaçonave Luna 21 e operou na Lua por 4 meses, percorrendo 37 km, uma distância superior a do seu antecessor, o Lunokhod 1.

O rover lunar Lunokhod 2 foi entregue pela espaçonave Luna 21 e operou na Lua por 4 meses, percorrendo 37 km, uma distância superior a do seu antecessor, o Lunokhod 1.

Primeiro acharam as trilhas deixadas pelo rover lunar

Stooke primeiro descobriu as marcas no solo lunar deixada pelas trilhas do Lunokhod 2, 37 anos atrás, depois de percorrer um longo trecho de 37 quilômetros. Esta foi viagem mais longa que qualquer jipe robótico já tenha feito em outro corpo celeste (maior até que as dos rovers que estão atualmente em Marte, Opportunity e Spirit).

Tão logo as fotos da NASA foram liberadas, cientistas de todo o mundo, incluindo Stooke, começaram a trabalhar para localizar o Rover soviético perdido. Stooke criou um banco de imagens para pesquisa e localizou da fotografia que ele precisava, entre milhares de outras fornecidas pela missão LRO.

“As trilhas estavam visíveis em um só relance”, disse Stooke. “Conhecendo a história da missão, foi possível rastrear as atividades do robô em detalhes refinados. Podemos visualizar onde ele mediu o campo magnético, dirigindo-se para frente e para trás ao longo da mesma rota para melhorar os dados. Também podemos ver onde ele dirigiu para uma pequena cratera e acidentalmente cobriu o seu radiador de calor com o solo lunar a medida que ele se esforçava para sair e prosseguir sua rota. Foi este incidente que provocou um superaquecimento e fez o robô parar de trabalhar.”

Stooke disse que os cientistas da NASA usaram seu atlas tanto na preparação quanto na recuperação de dados. Esta nova descoberta indica que os mapas mais antigos publicados pela Rússia precisam sofrer atualizações.

Mapa lunar mostra o caminho estimado por Phil Stooke percorrido pelo Lunokhod2, conforme seu Atlas (The International Atlas of Lunar Exploration).

Mapa lunar mostra o caminho estimado por Phil Stooke percorrido pelo Lunokhod2, conforme seu Atlas (The International Atlas of Lunar Exploration).

A princípio Stooke pensou que o robô estava na posição indicada pela seta negra da foto. Uma análise posterior concluiu que isto estava incorreto. O robô era de fato o ponto brilhante acima, indicado pela seta branca. Para mais detalhes e saber como esta confusão foi esclarecida, leia o artigo do AstroPT: Vestígios de Rover russo encontrado 37 anos depois.

E o Lunokhod 1?

Os Russos descobriram a posição do Lunokhod 1 nas imagens da câmera LROC. No artigo da Planetary Societ “And now for Luna 17 and Lunokhod 1” estão as fotos do outro robô, da nave Luna 17 e o mapa original de sua trajetória na Lua.

Fontes e referências

The International Atlas of Lunar Exploration por Philip J. Stooke

Planetary Society (Emily Lakdawalla):

Astrobiology Magazine: Russian Rover Found on the Moon

Science Daily: Russian Lunar Rover Found: 37-Year-Old Space Mystery Solved

AstroPT: Vestigios de Rover russo encontrado 37 anos depois

2 comentários

  1. ROCA

    Alberto :

    A posição do Lunokhod 2 era conhecida com certa precisão,inclusive era detectado por experimentos LLR(Lunar Laser Ranging).
    O Lunokhod 1 era considerado perdido,por não ser detectado por LLR,mas já foi encontrado também.
    Os mapas Russos estão se mostrando precisos,e os cientistas Russos afirmam que nunca perderam os Lunokhods.
    O que o Phil fez foi fazer essa ponte com os russos e mostrar os jipes na lua,atrves das imagens LROC.

    Concordo. O artigo estava dando a entender que o Lunokhod 2 é que era o jipe perdido. Fiz alterações no artigo acima para retirar esta impressão.
    Obrigado pela participação.

  2. Alberto

    Olá.
    Lunokhods é o assunto do momento em vários fóruns,blogs e revistas científicas.

    A história é longa,mas é mais ou menos assim:
    A posição do Lunokhod 2 era conhecida com certa precisão,inclusive era detectado por experimentos LLR(Lunar Laser Ranging).
    O Lunokhod 1 era considerado perdido,por não ser detectado por LLR,mas já foi encontrado também.
    Os mapas Russos estão se mostrando precisos,e os cientistas Russos afirmam que nunca perderam os Lunokhods.
    O que o Phil fez foi fazer essa ponte com os russos e mostrar os jipes na lua,atrves das imagens LROC.
    No caso do Lunokhod 2,o Phil confundiu a mancha perto da cratera como sendo o jipe,mas foi alertado por cientistas Russos que estava enganado.Mas isso em nada desmerece o trabalho e esforço do Phil.

    xal.

Deixe uma resposta