«

»

fev 27

A Terra vista do espaço: choque da geleira Mertz com o massivo iceberg B09-B gera novo iceberg gigante

http://earthobservatory.nasa.gov/NaturalHazards/view.php?id=43125

Nesta imagem do satélite Aqua vemos o iceberg gigante oriundo da geleira Mertz (à esquerda) liberado devido ao choque com o iceberg B-09B. Esta é a situação dos Icebergs em 11 de março de 2010.

O Iceberg B-09B mede 94 km por 39 km de tamanho. O iceberg B-09B é comparável ao estado de Rhode Island (o menor estado dos EUA), que é mais amplo, mas não tão longo. Após uma permanência prolongada perto da Geleira de Mertz Antártida Oriental durante vários anos, o iceberg colidiu com a língua glacial em 12 ou 13 de fevereiro separando um novo iceberg gigante do resto da geleira.  Assim, a língua glacial da geleira Mertz formou um novo iceberg quase tão grande como B-09B. Estas imagens dramáticas capturadas pelo sensor Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer (MODIS) do satélite da NASA Aqua mostram o iceberg B09-B e a língua glacial de Mertz imediatamente antes e depois da colisão.

http://earthobservatory.nasa.gov/NaturalHazards/view.php?id=43085

Situação dos Icebergs em 08 de março de 2010

26 de fevereiro de 2010

26 de fevereiro de 2010

http://earthobservatory.nasa.gov/IOTD/view.php?id=42819&eocn=image&eoci=related_image

20 de fevereiro de 2010

Provavelmente foi em 12 ou 13 de fevereiro que o iceberg B-09B colidiu com a língua de gelo da Mertz, mas a forte presença de nuvens escondeu o evento da visão do satélite Aqua. Entretanto, na tarde de 13 de fevereiro, as nuvens haviam diminuído o suficiente para revelar que a língua de gelo se rompeu na colisão. A próxima imagem livre de nuvens foi obtida em 20 de fevereiro (imagem acima) mostra os dois icebergs. Observou-se que a língua glacial estava claramente separada da geleira Mertz através da extensão das fissuras que já eram visíveis no início de fevereiro. No decorrer da semana seguinte, a ‘ex-Mertz Glacier Tongue’ formou o enorme iceberg liberado ao lado do B-09B.

http://earthobservatory.nasa.gov/IOTD/view.php?id=42819&eocn=image&eoci=related_image

07 de fevereiro de 2010

A imagem acima foi gerada em 07 de fevereiro de 2010, quando o iceberg B-09B ainda estava se aproximando da língua da geleira Mertz (Mertz Glacier Tongue). Blocos de gelo flutuam na água entre o iceberg e a costa. Está claro nesta imagem de 07 de fevereiro a língua glacial na Mertz e o iceberg B09-B estão retendo o gelo no local. A água além da língua e do iceberg está negra nestas imagens e contém muito menos gelo. Além disso, a língua de gelo é uma extensão natural da geleira Mertz, criada quando o gelo desce a montanha em direção do oceano. Línguas de gelo crescem cada vez mais a cada ano até que eventualmente se rompem, liberando um novo iceberg. É importante notar, na imagem acima, que a Mertz Glacier Tongue já estava começando a se quebrar antes mesmo do iceberg B-09B se chocar com a língua de gelo. Fendas horizontais negras (rift) já estavam visíveis na língua de gelo em 7 de fevereiro.

Impacto ambiental na região

O iceberg formado a partir da geleira Mertz tem 78 km de comprimento por 39 km de largura e possui uma massa de 700 a 800 milhões de toneladas. A língua glacial de Mertz estava contribuindo para manter uma parte do oceano livre de gelo, uma condição conhecida como Polynya. O fenômeno Polynya fornecia um importante local de alimentação para animais selvagens, como os pinguins. Agora, uma língua menor glacial não poderá proteger a área do gelo marítimo, reduzindo ou mesmo eliminando tanto a Polynya quanto o acesso à comida que o evento ofereceu.

http://nsidc.org/data/iceshelves_images/mertz.html

Localização da geleira Mertz na costa George V, Antártida. Clique na foto para ver a versão amplidada. Repare na posição do iceberg B09-B nesta foto tirada em 26 de setembro de 2001. Crédito: NSIDC

A história do iceberg B09-B

http://en.wikipedia.org/wiki/Ross_Ice_Shelf

Mapa da Antártida mostra a localização da plataforma de gelo no mar de Ross (marcada com X vermelho)

Em 1987 o iceberg B9 foi liberado da plataforma de gelo (ice shelf) no mar de Ross no Oeste da Antártida. Este massivo iceberg permaneceu mais de duas décadas à deriva dirigindo-se lentamente para fora do mar de Ross e seguindo ao longo da costa até atingir a geleira Mertz na costa George V, Wilkes Land, na Antártida Oriental. Veja no mapa à direita o longo percurso percorrido pelo iceberg B-09 desde o ponto X até Wilkes Land em 23 anos. Ao longo do caminho, o iceberg B09 se quebrou, gerando o enorme segmento B-09B. Foi este pedaço do B09 que se chocou com a língua glacial de Mertz em fevereiro de 2010, liberando um novo iceberg gigante formado com o material da geleira.

As imagens na versão mais alta resolução disponível podem ser acessadas nestes links: 26 de fevereiro, 20 de fevereiro, 13 de fevereiro e 7 de fevereiro.

Referências

 

As imagens foram fornecidas pela NASA, Jeff Schmaltz, MODIS Rapid Response Team, Goddard Space Flight Center e a legenda por Holli Riebeek

6 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Fernando Vieira Agarez

    Boa contribuição!Deve estar esclarecendo muitos!Parabéns e continue avançando.

  2. Walter

    Eu so peço a Deus que se Ele permitir que essa gente que fica usando Seu nome em vão em todos os lugares vá para o céu, que Ele permita que eu vá para o inferno, pq eu não aguento mais esses malas..

  3. henrique tj

    isso nao é nada perto do grande dia de jeova heheh!!!

  4. sandra cuba

    Temos que orar de manhã,a tarde e de noite pois não sabemos qual é o tempo que temos! Voces já pararam para pensar que muitos morrerão dormindo??? è triste mas é real a qualquer momento podemos ser engolidos pelas aguas,seja do mar,dos rios ou dos lagos.Pois os tres tem ligações, indiretas mas tem!!!!

  5. sandra cuba

    Mesmo sabendo que a ciência é um fato veridico, acredito que o homem que na verdade não passa de um animal,esta recebendo de volta tudo o que ele fez para a mãe natureza com juros e correções monetárias.Mas sem duvida no fundo tudo isto vem de encontro com o que a Profecia anunciou “Final dos Tempos”

    1. ROCA

      Sandra,
      Os eventos naturais ocorrem há bilhões de anos independentemente da existência da humanidade. A Natureza não está ‘pagando de volta’. Se terremotos assolaram o Chile e o Haiti, eles foram causados pelo atrito das placas tectônicas do planeta Terra e o homem simplesmente não pode fazer nada a respeito, a não ser, construir proteções, prédios mais resistentes ou se afastar destas regiões.
      .
      No caso do iceberg que se despreendeu, isso é um evento natural, que acontece na geleira Mertz. No caso em questão o processo foi acelerado pela colisão com outro iceberg (B09B) que já estava no mar desde 1987(!). Mas a geleira Mertz solta icebergs frequentemente no verão, como no caso abaixo, ocorrido em janeiro de 2010:

      A Terra vista do espaço: a ‘língua de gelo’ da geleira Mertz na Antártida libera um enorme iceberg
      http://eternosaprendizes.com/2010/02/08/a-terra-vista-do-espaco-a-%e2%80%98lingua-de-gelo%e2%80%99-da-geleira-mertz-na-antartida-libera-um-enorme-iceberg/

Deixe uma resposta para henrique tj Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Esse blog é protegido!