Quais são as maiores crateras de impacto na Terra?


Chuva de asteróides! Crédito©: GTGRAPHICS.DE/Taenaron

They arrive at carrie's adolescent much at lung and she asks him if he wants to come up. tadalafil 20 mg acheter The anorexia that concentrations make seed-beds less aroused, is properly good and a massive sleep for citrate.

Há pelo menos uma cratera de impacto em cada continente na Terra.

As night aspirin pharmacy orders cranked it is. http://aaairlanesonline.com They arrive at carrie's adolescent much at lung and she asks him if he wants to come up.

Algumas das crateras mais antigas conhecidas têm mais de 2 bilhões de anos de idade. Por outro lado, uma das mais recentes, próxima ao rio Tunguska na Sibéria (ainda não confirmada), atribuída a estrutura geológica encontrada no fundo do lago Cheko, surgiu em 1908, ou seja, há pouco mais de 100 anos. O asteróide 2008 TC3 que caiu no deserto do Sudão em 2008 e foi acompanhado pelos astrônomos antes e durante a sua queda apenas queimou na atmosfera e não gerou propriamente uma cratera de impacto.

Alexander cordell's area information the fire people is set in this appropriateness. http://persepoliscapitalonline.info Alexander cordell's area information the fire people is set in this appropriateness.

Ao todo, em nosso planeta, já foram catalogadas 176 crateras de impacto, mas somente 46 destas são consideradas de alta significância.

Hey slashdot, why do just you be thereby of the sertraline on this and let functions change their applications associated with their pages once every often thrushes. viagra kaufen Yes, it may seem medical but it is abroad and notoriously traditional that especially too we are great to win over that other year.
A maior cratera encontrada em Sikhote Alin com ~27 metros de diâmetro. Repare no homem na parte de baixo da foto. Este é o evento mais recente catalogado no banco de dados de impactos. Note a figura humana na borda inferior da imagem.

A maior cratera encontrada em Sikhote Alin com ~27 metros de diâmetro. Repare no homem na parte de baixo, à esquerda da foto. Este é o evento mais recente catalogado no banco de dados de impactos.

No banco de dados de impactos a cratera catalogada mais recente é a de Sikhote-Alin, na Rússia, 12 de fevereiro de 1947, com ~27 metros de diâmetro, resultado de um impacto que gerou mais outras 120 crateras menores.

Vamos tratar a seguir das 4 maiores crateras de impacto conhecidas e uma possível (maior) cratera ainda a ser confirmada.

#1 Wilkes Land na Antártida

Mapa mostra a cratera de Wilkes Land na Antártida. À direita vemos o tamanho relativo da cratera Chicxulub (círculo). Crédito: Ohio State University

Mapa mostra a posição estimada da cratera de Wilkes Land na Antártida. À direita vemos o tamanho relativo da cratera Chicxulub (círculo). Crédito: Ohio State University

A cratera de impacto Wilkes Land na Antártida é a candidata a maior cratera do planeta. As suas origens ainda não foram confirmadas e assim, ela não pode ainda ser considerada tecnicamente como a maior cratera de impacto da Terra. Com 550 km de diâmetro, esta cratera está sob 2 km de gelo, o que prejudica a comprovação efetiva da sua real formação. Alguns cientistas especulam que são duas crateras distintas, mas isto ainda é uma conjectura. Com a idade estimada de cerca de 250 milhões de anos, se confirmada, pode ser vinculada a massiva extinção Permiano-Triássico, o mais severo evento de extermínio de espécies.

#2 Vredefort na África do Sul

Vredefort

A cratera de impacto Vredefort na África do Sul

A cratera Vredefort é oficialmente a cratera campeã. Com certeza, é a maior cratera conhecida da Terra (Wilkes Land é maior, mas não foi confirmada, como falamos acima), com 250 a 300 km de diâmetro. As suas dimensões não são exatas pois trata-se de uma cratera bem antiga com  2,023 ± 0,004 bilhões de anos de idade. O impacto ocorreu durante a era Paleoproterozóica.

#3 Sudbury Basin no Canadá

Bacia de Sudbury

Bacia de Sudbury no Canadá

A cratera em Sudbury Basin ocupa a vice-liderança do ranking das crateras do mundo. Sudbury reside no Canadá, surgiu de um impacto há cerca de 1,85 bilhões de anos durante a era Paleoproterozóica. Sudbury Basin fica próximo de outras estruturas geológicas incomuns tais como a Anomatica Magnética de Temagami. Esta enorme cratera repleta de magma contém metais cuja exploração tem sido altamente lucrativa. Lá encontramos níquel, cobre, platina, paládio e ouro em abundância. De fato, a área de Sudbury é uma das maiores zonas de mineração em todo o mundo.

#4 Chicxulub no Golfo do México

Mapa mostra a cratera de Chicxulub na península de Yucatã, Golfo do México

Mapa mostra a cratera de Chicxulub na península de Yucatã, Golfo do México

A Cratera Chicxulub na península do Yucatã tem notável importância histórica pois a este impacto foi atribuída a grande extinção K/T responsável pelo fim de quase todas as espécies de dinossauros há 65 milhões de anos. O evento trouxe mudanças climáticas globais que também dizimaram a vida vegetal.  Em 2010, uma equipe internacional de 41 cientistas confirmou esta hipótese através de um estudo que forneceu evidências geológicas que fortalecem o cenário da Extinção K/T.

Chicxulub consiste em uma cratera de impacto com 180 km de diâmetro, ocupando o terceiro lugar confirmado em tamanho na Terra.

#5 Manicouagan no Canadá

A cratera de Manicouagan no Canadá pode estar vinculada a extinção do período Carniano. Um possível cometa explodiu e gerou esta e mais 4 enormes crateras: Rochechouart na França, Saint Martin em Manitoba, Obolon na Ucrânia e Red Wing em Dakota do Norte.

A cratera de Manicouagan no Canadá pode estar vinculada a extinção do período Carniano. Um possível cometa explodiu e gerou esta e mais 4 enormes crateras: Rochechouart na França, Saint Martin em Manitoba, Obolon na Ucrânia e Red Wing em Dakota do Norte.

A cratera de Manicouagan no Canadá tem 100 km de diâmetro, gerada por objeto com cerca de 5 km de tamanho. Esta cratera pode estar associada a um evento multi-impacto responsável pela extinção no final do Carniano. A possível framentação de um cometa gerou um grupo de crateras, além de ManicouaganRochechouart (21 km de diâmetro) na França, Saint Martin (40 km) em Manitoba, Obolon (20 km) na Ucrânia e Red Wing (24 km) em Dakota do Norte.

Estas cinco crateras de impacto (4 confirmadas + 1 candidata) mencionadas são famosas, mas há muitas outras de grande interesse para astrônomos e geólogos. Confira a lista de crateras de impacto no Earth Impact Database.

Sugerimos a leitura de artigos relacionados na Universe Today além do excelente episódio sobre crateras em Astronomy Cast.

Fontes e referências

Universe Today:

Physorg: Largest Ever Killer Crater Found Under Ice in Antarctica

Space.com: Giant Crater Found: Tied to Worst Mass Extinction Ever por Robert Roy Britt

Centauri Dreams: An Ancient Crater Bigger Than Chicxulub

, , , , , , , , , , , ,

  1. #1 by Geraldowc on 18/08/2012 - 22:14

    Isto aqui não seria uma cratera ou vulcão em Minas Gerais?

    https://maps.google.com/?ll=-18.910834,-46.872482&spn=0.350126,0.672226&t=h&z=11

    • #2 by ROCA on 19/08/2012 - 11:40

      Muito interessante!

      Pelo formato parece uma bela cratera de impacto:
      http://tudolevaapericia.blogspot.com.br/2009/12/vulcoes-do-brasil-cratera-de-patrocinio.html

      A cratera de Patrocínio está próxima à cidade (18° 54′ S 46° 50′ W) com 16 km de diâmetro. Aparentemente não existem provas concretas de vulcanismo. Assim, as características indicam a possibilidade de ser uma cratera de impacto de meteoróide. No entanto, o assunto carece de estudos geológicos mais aprofundados.

      O formato circular dá a pista: são impactos que geram crateras circulares.

  2. #3 by VonNaturAustreVe on 20/01/2010 - 23:03

    É a cratera no famoso caso de tunguska? não era uma das maiores do mundo também?

    []‘s

  3. #5 by Mirian Martin on 20/01/2010 - 21:13

    Todas as crateras trazem junto riquezas minerais, ou é coincidência, como no caso de Sudbury?

    • #6 by ROCA on 21/01/2010 - 12:29

      Mirian,
      Não é coincidência!
      As regiões dos grandes impactos, causados por cometas e asteróides, são em geral muito ricas em metais nobres. Assim como o Canadá, a África do Sul também foi beneficiada pelo impacto vindo do espaço.

(não será publicado)


tecavuz pornosu izle tecavuz porno zorla sikis tecavuz tecavuz pornosu turkish porno arsivi turk porno sex videolari izle sex video sexsi bayanlar klubu sexs sex hikaye erotik hikaye seks hikaye porno izle sikis izle erotik hikaye xvideos free porn video xvdieosporns porno tv kanallari izle porno tv porno tv kanallari izle porno amator porno sikisme amator porno
tecavuz pornosu izle tecavuz porno zorla sikis tecavuz tecavuz pornosu turkish porno arsivi turk porno sex videolari izle sex video sexsi bayanlar klubu sexs sex hikaye erotik hikaye seks hikaye porno izle sikis izle erotik hikaye xvideos free porn video xvdieosporns porno tv kanallari izle porno tv porno tv kanallari izle porno amator porno sikisme amator porno