«

»

out 30

O físico Axel Mellinger produziu um mosaico com 3.000 imagens de todo o céu

Panorama de todo o céu criado por Axel Mellinger a partir de 3.000 imagens

Panorama de todo o céu criado por Axel Mellinger a partir de 3.000 imagens

Um planetário em uma só imagem

Combinando 3.000 fotografias individuais, o físico Axel Mellinger criou uma nova visão panorâmica em alta resolução do céu noturno tendo a Via Láctea como peça central. Axel Mellinger, professor da Universidade Central Michigan descreve aqui o processo que usou para criar este mosaico.

“Esta imagem panorâmica mostra estrelas 1.000 vezes mais tênues que o olho nu pode ver junto com centenas de galáxias, aglomerados estelares e nebulosas”, disse Mellinger. A alta resolução torna este panorama celeste particularmente útil tanto para propósitos científicos como educacionais, denota Mellinger.

Mellinger viajou por 22 meses e mais de 40.000 km para gerar 3.000 fotos de todo o céu

Mellinger trabalhou neste projeto por 22 meses e viajou mais de 40.000 quilômetros para tirar fotos digitais em locais que contém céu livre da poluição luminosa tais como o Sul da África, o Texas e Michigan. Depois de gerar as fotografias é que o “trabalho pesado começou”, disse Mellinger.

O simples recorte e cola das imagens individuais em cima de uma grande imagem não iria funcionar. Cada fotografia é uma projeção em duas dimensões da esfera celestial. Assim, cada uma contém pequenas distorções, da mesma forma que os mapas em projeções planas da Terra apresentam-se distorcidos. De forma a juntar as imagens harmonicamente, as distorções tem que ser levadas em consideração. Para resolver o problema, Mellinger usou um modelo matemático e processou-o em centenas de horas via computador.

Outro desafio que Mellinger teve de enfrentar foi causado pelos diferentes níveis de luz de fundo em cada uma das fotos. “Devido a PL (Poluição Luminosa), o brilho natural atmosférico e a luz do Sol espalhada pela poeira do Sistema Solar tornam praticamente impossíveis obterem-se fotografias astronômicas de campo profundo, com nivelamento perfeito”, afirmou Mellinger.

Para retificar isso, Mellinger usou informações fornecidas pelas sondas espaciais Pioneer 10 e 11. Os dados permitiram fazer a distinção entre a luz estelar e a inadequada luz de fundo. Assim, Mellinger conseguiu excluir os efeitos dos diferentes efeitos da luz de fundo em cada foto. Através dessa técnica os componentes se encaixaram de forma suave sem deixar arestas perceptíveis.

O mosaico resultante do céu, centrado em nossa galáxia, apresenta-se de uma forma que nenhum observador celeste conseguiria ver de um só ponto na Terra. Mellinger tem o plano de fornecer a composição original de 648 mega-pixels aos planetários de todo o mundo.

Leia trabalho de Mellinger no artigo: “A Color All-Sky Panorama Image of the Milky Way” e acesse o site de Mellinger.

Fontes

A Color All-Sky Panorama Image of the Milky Way por Axel Mellinger

Science Daily: Physicist Makes New High-resolution Panorama Of Milky Way

Axel Mellinger’s All-Sky Milky Way Panorama 2.0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Esse blog é protegido!