«

»

set 26

LH 95: Hubble mostra berçário estelar na galáxia vizinha Grande Nuvem de Magalhães

O berçário estelar LH95 da Grange Nuvem de Magalhães. Crédito: Hubble Space Telescope

O berçário estelar LH95 da Grange Nuvem de Magalhães. Crédito: Hubble Space Telescope - Hubble Heritage Team, D. Gouliermis (MPI Heidelberg) et al., (STScI/AURA), ESA, NASA

Como é que as estrelas nascem? Para entender mais sobre este processo caótico e complexo os astrônomos usaram o Hubble Space Telescope para obter uma visão com detalhes da região de formação estelar LH 95 na nossa galáxia satélite vizinha Grande Nuvem de Magalhães (LMC – Large Magellanic Cloud).

Normalmente apenas as estrelas mais brilhantes, massivas e azuis são visíveis em um berçário estelar. Entretanto, a imagem acima foi obtida em resolução tão alta e usando cores específicas que muitas estrelas amarelas, recentemente formadas e menos massivas são também discerníveis.

Nesta imagem colorida cientificamente está visível uma névoa azul de gás hidrogênio difuso aquecido pelas estrelas energéticas jovens e nuvens de poeira escura remanescentes de explosões de supernovas.

Constelação do Peixe-Espada, veja onde fica a LMC (Grande Nuvem de Magalhães) e a NGC 2070 (Nebulosa da Tarântula)

Constelação do Peixe-Espada, veja onde fica a LMC (Grande Nuvem de Magalhães) e a NGC 2070 (Nebulosa da Tarântula)

Estudar a quantidade de estrelas de baixa massa em regiões de formação estelar e ao redor de nuvens moleculares ajuda aos astrônomos entender que condições estavam presentes quando da sua formação. O berçário estelar LH 95 se espalha por 150 anos-luz e fica a 160.000 anos-luz de distância da Terra, visível na constelação do Peixe-Espada (Swordfish – Dorado) no hemisfério sul.

Fonte

APOD: Star Forming Region LH 95 – Crédito: Hubble Heritage Team, D. Gouliermis (MPI Heidelberg) et al., (STScI/AURA), ESA, NASA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

error: Esse blog é protegido!